Projeto leva educação financeira para crianças e adolescentes em Escolas de Goiás; Veja cronograma

Postado em: 13-05-2022 às 17h54
Por: Rodrigo Melo
Educação financeira é um dos temas previstos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) | Foto: Reprodução/Seduc

O projeto “Aprendendo a Lidar com o Dinheiro”, que dá aulas sobre educação financeira vai começar as atividades a partir do dia 26 de maio. Em 2022 o projeto vai alcançar 18 mil estudantes de 9º ano do Ensino Fundamental e 1ª série do Ensino Médio, matriculados em 95 escolas estaduais.

Em funcionamento na rede pública estadual de ensino desde 2017, de acordo com a Secretaria da Educação de Goiás (Seduc), o programa tem o objetivo de ensinar Matemática aplicada ao cotidiano e auxiliar os estudantes na administração e planejamento financeiros. Educação financeira é um dos temas previstos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e no Documento Curricular para Goiás (DC-GO) Ampliado para serem abordados em sala de aula.

Impacto

“Tem crianças que encontro na Seduc Itinerante que me falam: ‘Tia, já estou fiscalizando em casa. Se tem uma lâmpada ligada, eu vou lá e desligo. Se tem uma torneira aberta, vou lá e fecho’. Os alunos começam a trabalhar com alguns costumes dentro de casa que fazem a diferença quando levados a longo prazo”, contou a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli. 

Segundo a diretora executiva do Instituto BEI, Sandra Battistella, o projeto tem beneficiado tanto estudantes e familiares quanto professores. “A gente tem relatos de professores que conseguiram melhorar o engajamento dos estudantes e o interesse deles pela Matemática”, afirmou a diretora. 

Formação

Para preparar os professores de Matemática para o desenvolvimento do projeto em sala de aula, o Centro de Estudos, Pesquisa e Formação dos Profissionais da Educação (Cepfor) da Seduc vai oferecer uma formação a todos os 289 educadores envolvidos. Os docentes e os estudantes também vão receber um material de apoio didático nos próximos dias.

Para professores que vão integrar o projeto pela primeira vez, serão 10 encontros formativos de 2 horas cada. Já os professores veteranos no projeto vão participar de 5 encontros. Tutores educacionais e coordenadores pedagógicos também vão passar pela formação, com 2 encontros ao longo do ano. 

Além de conteúdos relativos à Educação Financeira, a formação para os professores vai abordar metodologias ativas de ensino, que poderão ser aplicadas pelo docente em diversas aulas e projetos. Os professores que completarem o curso com 100% de frequência vão concorrer a dois Tablets, sorteados pelo projeto.

Cronograma

A formação será realizada por meio de videoaulas no Zoom e materiais didáticos no Ambiente Virtual de Aprendizagem. Confira o cronograma completo, a carga horária e outras informações da formação aqui.

O projeto é realizado pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em parceria com o Instituto BEI. Até agora, o projeto impactou 25 mil estudantes e recebeu uma premiação nacional, ficando em 5º lugar no  Prêmio Evidência e no Troféu IMDS de Mobilidade Social 2022.

Compartilhe: