Eclipse Lunar ocorre neste domingo (15) em todo o país

Postado em: 14-05-2022 às 11h02
Por: Daniell Alves
A primeira SuperLua do ano será no próximo mês, pouco antes do Solstício de inverno (o dia mais curto do ano; não que você sentirá alguma diferença real em sua percepção de tempo)

O tão aguardado Eclipse Lunar acontece a partir deste domingo (15) e todos os goianos poderão ver o fenômeno a olho nu. De acordo com astrônomos, este será o único eclipse lunar total que acontecerá neste ano. O próximo será apenas em maio de 2025 A previsão é que o eclipse seja bastante longo, prevê o astrônomo e diretor da Instituição Astronômica Plêiades do Sul, Ary Martins Magalhães. 

As pessoas interessadas em acompanhar mais de perto poderão participar do evento de observação que irá ocorrer no Paço Municipal, realizado pela Plêiades do Sul, no domingo, a partir das 20 horas, gratuitamente. “Será totalmente acompanhado do típico fenômeno da “lua de sangue”. É só uma alcunha para expressar a vermelhidão típica do disco lunar durante a totalidade”, informa o astrônomo. 

O eclipse lunar total ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua se alinham. Com isso, a Terra cobre totalmente o disco da Lua e isso causa o fenômeno. O satélite natural terrestre então fica com uma cor avermelhada — que passou a ser chamada de “Lua de Sangue”.

Ele será visível nas Américas do Norte e do Sul, Europa, África, e partes da Ásia. O eclipse total durará das 00h30 às 01h54, mas a Lua também será parcialmente eclipsada entre 23:28 e 02:55. Ary Martins ressalta que a astronomia é de extrema importância, uma vez que divulga a ciência e promove a descoberta nas pessoas. “Muitas sequer sabiam dessa paixão pela astronomia. É um lazer bastante saudável, tem o aspecto didático, de descoberta e recreativo”, aponta. 

Já a primeira SuperLua do ano será no próximo mês, pouco antes do Solstício de inverno (o dia mais curto do ano; não que você sentirá alguma diferença real em sua percepção de tempo). Trata-se de uma Lua Cheia que ocorre quando nosso satélite natural está em seu ponto orbital mais próximo da Terra. Isso pode aumentar sutilmente o diâmetro e brilho

Compartilhe: