Operação prende suspeito de vender mais de R$ 20 milhões em notas falsas

PF cumpriu dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo Federal da Subseção Judiciária de Anápolis (Foto: PF)

Postado em: 10-06-2022 às 08h45
Por: Redação
PF cumpriu dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo Federal da Subseção Judiciária de Anápolis (Foto: PF)

A Polícia Federal (PF) prendeu, nesta sexta-feira (10/6), um homem suspeito de comercializar mais de R$ 20 milhões de notas falsas entre 2020 e 2021. A PF cumpriu esta manhã dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo Federal da Subseção Judiciária de Anápolis no âmbito da Operação Predador.

Vale citar, a ação visa desarticular uma associação criminosa dedicada à prática reiterada de crimes de moeda falsa. Desde setembro de 2021, quando a corporação apreendeu mais de R$ 200 mil em dinheiro falso, a PF investiga o caso.

À época, eles identificaram que o grupo criminoso fabricava as notas falsas em Águas Lindas de Goiás. De acordo com a polícia, eles colocaram em circulação centenas milhares de reais falsificados – até mesmo cédulas de R$ 200.

Continua após a publicidade

Junto com a Coordenação de Segurança Corporativa dos Correios em Brasília e com a Receita Federal do Brasil, a PF chegou ao responsável pela fabricação e inserção de dinheiro falso. O homem é suspeito de comercializar mais de R$ 20 milhões de notas falsas só entre 2020 e 2021.

O suspeito preso nesta sexta foi indiciado pelos crimes de moeda falsa, associação criminosa e lavagem de dinheiro. As penas somadas superam 25 anos.

Veja Também