Oito toneladas de entulhos são recolhidos em ruas e lotes de Goiânia

Nos últimos cinco dias, oito toneladas de entulhos descartados, de forma irregular, foram recolhidos em vias públicas de 65 setores de Goiânia. A Prefeitura de Goiânia, por meio da Companhia de Urbanização (Comurg), praticou a ação.

Postado em: 08-07-2022 às 15h44
Por: Ana Bárbara Quêtto
A maior parte do rejeito é oriunda de dejetos de construções civis, móveis velhos, galhadas de árvores e resíduos domésticos. | Foto: Reprodução/Luciano Magalhães

Nos últimos cinco dias, oito toneladas de entulhos descartados, de forma irregular, foram recolhidos em vias públicas de 65 setores de Goiânia. A Prefeitura de Goiânia, por meio da Companhia de Urbanização (Comurg), praticou a ação.

A maior parte do rejeito é oriunda de dejetos de construções civis, móveis velhos, galhadas de árvores e resíduos domésticos. Assim, entre os bairros escolhidos estão: Residencial Antônio Barbosa, Maysa Extensão, Parque dos Buritis, Bueno e Residencial Beatriz Nascimento.

Segundo o presidente da Comurg, Alisson Borges, há 125 pontos de descarte irregular, localizados em 80 setores de Goiânia. “É importante a mudança de hábito da população para reduzir o descarte inadequado, porque este tipo material pode causar malefícios à população, à cidade e ao meio ambiente”, afirma.

Continua após a publicidade

Alisson alega que o município estuda a implantação de mais 20 ecopontos na capital. Ecopontos são espaços específicos para o descarte correto de pequenas proporções de entulho, como restos de poda, móveis, além de óleo de cozinha, plásticos, vidros e metais.

Atualmente, a capital possui somente quatro unidades, que em cinco meses receberam 60 mil toneladas de resíduos. Com isso, mensalmente, a Comurg recolhe cerca de 45 mil toneladas de entulhos jogados em locais irregulares.

Leia também: Jornada Lixo Zero: Drive thru com coleta de materiais recicláveis chega ao Parque Areião, neste sábado

Veja Também