Suspeito de matar irmãos de 5 e 7 anos morre em operação da polícia

Além dos homicídios de Luiz Otávio Nunes teria estuprado a menina de sete anos

Postado em: 11-07-2022 às 07h42
Por: Daniell Alves
Além dos homicídios de Luiz Otávio Nunes teria estuprado a menina de sete anos | Foto: Reprodução

Foragido desde a última quarta-feira (6), o suspeito de matar dois irmãos de 5 e 7 anos foi morto em ação policial neste domingo (10), em Bonópolis. Reginaldo José Barbosa, de 37 anos, foi encontrado na zona rural do município e morreu depois de trocar tiros com os policiais, segundo informações da Polícia Civil (PC).

Além da suspeita dos homicídios de Luiz Otávio Nunes Reis, 7, e Ayla Luciene Jesus Nunes, 5 anos, Reginaldo também teria estuprado a menina. De acordo com a PC, ela foi encontrada com sinais de violência sexual. 

Um mandado de prisão temporária já havia sido expedido pela Justiça depois de informações que o suspeito tinha sido visto saindo da casa das crianças mortas. Segundo a polícia, ele teria saído do local carregando um saco.

Continua após a publicidade

Por meio de nota, a PC disse ainda que outro suspeito de envolvimento no crime que resultou na morte dos irmãos, foi preso. “A Polícia Civil de Goiás informa que Reginaldo José Barbosa, de 37 anos, suspeito de ser o responsável pela morte de duas crianças em Bonópolis e que estava foragido desde a data do crime, na última quarta-feira (6), foi encontrado na zona rural do município após esforços investigativos. Depois de confronto com a Polícia, Reginaldo veio a óbito no local. Um outro suspeito de envolvimento no crime foi preso”, diz a nota.

Entenda o caso

Luiz Otávio Nunes Reis, de 7 anos, e Ayla Luciene Jesus Nunes, de 5, foram mortos em Bonópolis, a cerca de 480 quilômetros de Goiânia. A mãe das crianças estava trabalhando e quando chegou em casa encontrou o filho morto. A menina foi levada pelo suspeito e foi encontrada morta na saída da cidade no último dia 6.

Os vizinhos disseram à mãe que viram um homem saindo da casa dela com um saco na mão. Na quinta-feira (7), a Polícia Militar utilizou um de seus helicópteros para auxiliar nas buscas, pois havia suspeita de que Reginaldo estaria em uma área de difícil acesso no município. Uma foto de Reginaldo José Barbosa, foi divulgada na sexta-feira (8), pela Polícia Civil.

Veja Também