Polícia Federal investiga desvio de verbas da Saúde no Faina

Os valores teriam sido desviados para um familiar do prefeito na época

Postado em: 12-07-2022 às 11h29
Por: Mariana Fernandes
Os valores teriam sido desviados para um familiar do prefeito na época | Foto: Reprodução

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (12), a Operação Trabalho Árduo com o objetivo de investigar indícios de desvios de valores repassados pela União para a construção de Unidades Básicas de Saúde (UBS) em 2013 e 2014 no município de Faina (GO).

Os valores teriam sido desviados para um familiar do prefeito na época. O Ministério da Saúde teria destinado R $326.400,00 ao Fundo Municipal de Saúde do Faina, para a construção de duas unidades básicas de saúde. A totalidade dos valores teria sido desviada para um familiar do prefeito da época. 

Um mandado de busca e apreensão foi expedido pela 5º Vara Criminal da Justiça Federal de Goiânia, para ser cumprido na manhã desta terça, pela Polícia Federal. 

Continua após a publicidade

De acordo com a polícia, os serviços não foram prestados pela empresa de engenharia contratada e os valores teriam sidos depositados diretamente na conta de um primo do prefeito, o qual não possuía relação alguma com a prefeitura ou com a empresa. 

Os pagamentos foram realizados sem o cumprimento das formalidades necessárias e mediante autorização do prefeito. O Ministério da Saúde identificou irregularidades e emitiu atos administrativos cancelando os convênios. 

Operação

A operação ‘Trabalho Árduo’ faz referência ao significado do município, Faina, que significa árduo, além de fazer uma alusão irônica à situação da gestão municipal que teria negligenciado no atendimento à demanda por saúde do município. 

Veja Também