Hemogo registra queda nas doações de sangue durante as férias

O mês de julho registra menores números de doações de sangue do ano, pois muitas organizações entram em férias

Postado em: 14-07-2022 às 11h49
Por: Alexandre Paes
Segundo dados do Ministério da Saúde, de março de 2021, a taxa de doação de sangue voluntária da população brasileira é de 1,6% | Foto: Reprodução

De acordo com dados de hemocentros Brasil afora, o mês de julho registra menores números de doações de sangue do ano, pois muitas organizações entram em férias e os possíveis voluntários aproveitam para descansar ou viajar em família. Em Goiás os estoques estão muito baixos, e o Hemogo precisa de doadores de sangue de qualquer tipo.

Segundo dados do Ministério da Saúde, de março de 2021, a taxa de doação de sangue voluntária da população brasileira é de 1,6%. Às vezes, este sangue é usado no tratamento de pacientes com doenças crônicas, e, em outras, ele ajuda a salvar a vida de alguém em uma emergência como um acidente de carro. É importante lembrar que durante o período de férias o grande número de viagens pode contribuir para o aumento de emergências nos hospitais do país.

Receber uma rede de doadores ativos foi a chave para salvar a vida de Pedro Pimenta em 2009. O economista, escritor e proprietário de uma clínica de reabilitação de amputados precisou receber várias doações de sangue. Aos 18, ele teve os braços e as pernas amputados por causa de uma meningite.

Continua após a publicidade

Durante sua internação, precisou de 43 bolsas de sangue. Ou seja, 3,5 vezes seu volume de sangue no organismo. Para isso, muita gente ajudou: foram mais de 70 doadores. Hoje, ele atua no treinamento de amputados, colaborando para que essas pessoas conquistem mais mobilidade e autonomia. “O sangue só existe nos hemocentros porque pessoas saíram de sua zona de conforto, praticaram a empatia e se dispuseram a doar sangue”, ressaltou Pedro.

A doação não leva muito tempo. Este pequeno gesto pode ajudar a manter o funcionamento dos Hemocentros, além de evitar que falte sangue para alguém que precise.

Veja Também