Entrega do novo Terminal Isidória é adiada novamente

Inicialmente prevista para esta sexta-feira (22/07), a entrega do terminal é novamente adiada para aguardar o ministro e à secretária nacional de Mobilidades

Postado em: 20-07-2022 às 11h15
Por: Alexandre Paes
Inicialmente prevista para esta sexta-feira (22/07), a entrega do terminal é novamente adiada para aguardar o ministro e à secretária nacional de Mobilidades | Foto: Divulgação

A entrega do Terminal Isidória, localizado no Setor Pedro Ludovico, foi adiada para próxima segunda-feira (25/07), às 09h, informou a Prefeitura de Goiânia. A inauguração que seria realizada nesta sexta-feira (22) foi remarcada devido a presença do ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira e da secretária nacional de Mobilidades, Sandra Holanda. De acordo com a prefeitura as operações no local já começam na terça-feira (26/07).

Com as adequações, a área construída passou de 2,1 mil para 7,9 mil metros quadrados, ou seja, três vezes maior do que o antigo. As obras começaram em fevereiro de 2020 e o investimento total foi de R$ 19,5 milhões. Cerca de 1,5 milhão de passageiros deve passar pelo local todo mês.  

Os passageiros que utilizarem o Isidória terão acesso a rede de Wi-Fi (com limite de tempo). Cinco roteadores funcionarão para garantir a qualidade do sinal de internet. Eles usufruirão de uma rede diferente daquela a ser usada pela prefeitura na gestão do terminal, com projeto elaborado na mesma premissa do BRT de terminais inteligentes e tecnológicos.

Continua após a publicidade

“As obras de modernização e de adequação do Terminal Isidória são resgate do nosso compromisso de investir em melhorias no transporte coletivo, e de cuidar das pessoas”, afirma o prefeito Rogério Cruz. “É um projeto de alta qualidade. A nova estrutura é inovadora, oferece conforto, acessibilidade e conectividade aos passageiros de ônibus”, destaca.

São quatro plataformas comuns para embarque e desembarque de passageiros e uma específica para o BRT, além de banheiros, lanchonetes, área de apoio administrativo e elevador. A cobertura de 8 mil metros quadrados é metálica, o que propiciará temperaturas mais amenas no ambiente interno. São 35 pilares de 11 metros cada e 7,1 mil metros quadrados de pavimento de concreto. Em média, 80 operários trabalharam no dia a dia da obra. O projeto demandou 290 toneladas de aço. A nova rede de drenagem tem 1,6 mil metros.

Veja Também