Juiz recebe denúncia contra soldado da PM por tentativa de homicídio durante show de dupla sertaneja

O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos contra a Vida e Tribunal do Júri de Goiânia, recebeu

Postado em: 21-07-2022 às 15h47
Por: Lorenzo Barreto
Jovem passou por duas cirurgias, no tórax e na mão baleada e segue recuperação em sua residência. | Foto/Reprodução

O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos contra a Vida e Tribunal do Júri de Goiânia, recebeu a denúncia contra o soldado da Polícia Militar Pedro Henrique Cândido Negreiro, acusado de tentativa de homicídio. O crime aconteceu no dia 6 de junho, durante o show da dupla sertaneja Henrique e Juliano, no estacionamento do Estádio Serra Dourada.

Pedro Henrique disparou três vezes contra Francis Junio Ribeiro Amorim de 24 anos na região do tórax e na mão, o rapaz chegou a ficar em estado muito grave durante sua internação. Segundo o Ministério Público de Goiás (MPGO), não cometeu o homicídio por “por circunstâncias alheias a sua vontade, posto que a vítima recebeu pronto e eficiente atendimento médico”. O jovem passou por duas cirurgias, no tórax e na mão baleada e segue recuperação em sua residência.

O crime aconteceu por volta da meia-noite, quando a vítima estava indo embora do show. Francis teria esbarrado em um homem ainda não identificado, momento que lhe pediu desculpas. Contudo, houve um desentendimento e esse homem teria desferido um soco no jovem. Ao revidar o soco, Francis teria acabado esbarrando em Pedro Henrique que após a confusão, caído no chão, teria disparado contra Francis. A namorada da vítima também recebeu golpes do soldado da PM que caracteriza em situação penal; lesão de natureza leve. Contudo, para prosseguir o processo nesse âmbito, deve haver representação da vítima, que foi intimada.

Veja Também