Caso Valério Luiz: Polícia Civil faz buscas em residência de jurado que interrompeu o julgamento

O julgamento foi interrompido no dia 14 de junho e tem previsão de retorno para dezembro.

Postado em: 28-07-2022 às 14h29
Por: Ícaro Gonçalves
O julgamento foi interrompido no dia 14 de junho e tem previsão de retorno para dezembro | Fotos: Divulgação/PCGO

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) cumpriu nesta quinta-feira (28/7) um mandado de busca e apreensão na residência de um dos jurados que participavam do julgamento do caso Valério Luiz. O jurado, um homem de 27 anos, foi responsável pelo adiamento da sessão de júri popular dos acusados pelo homicídio do radialista.

O julgamento foi interrompido no dia 14 de junho e tem previsão de retorno para dezembro. As buscas foram cumpridas na Vila Alpes, em Goiânia, em meio à apuração de suposto crime de prevaricação procedida pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes contra a Administração Pública (Dercap). Os policiais civis apreenderam computadores, celular, pen drive, documentos.

Interrupção do julgamento

A sessão do júri, integrada pelo investigado, causou grande clamor público e interesse social devido ao tempo de espera pelo julgamento: desde o crime, já se passaram 10 anos.

Continua após a publicidade

Leia também: Justiça pede investigação de jurado que passou mal no júri de Valério Luiz

A investigação da Dercap apura as reais circunstâncias em que ocorreu a quebra da incomunicabilidade do referido jurado, que alegou ter abandonado o hotel em que estava hospedado, na madrugada do referido dia, devido a problemas de saúde em razão de ingestão de alimentos derivados do leite, já que, segundo ele, seria intolerante à lactose.

“Com a análise dos objetos apreendidos na busca realizada na casa do investigado, somada ao resultado das demais medidas investigativas, será possível esclarecer os fatos e apontar as reais circunstâncias do ocorrido”, informou a PCGO. As investigações da Dercap tiveram apoio e colaboração da Divisão de Inteligência Institucional do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO).

Veja Também