Alunos da rede pública poderão acessar notas escolares pela internet

Inovação tecnológica busca facilitar a vida dos estudantes e de seus pais ou responsáveis

Postado em: 29-07-2022 às 08h12
Por: Daniell Alves
O sistema de consulta on-line e de emissão do boletim pode ser acessado através dos portais Expresso e NetEscola | Foto: Reprodução

Com o objetivo de facilitar a vida dos pais ou responsáveis pelos alunos da rede estadual, o Governo de Goiás está lançando o Boletim Escolar digital, que dispensa a necessidade de ir às unidades escolares em busca do documento. 

O sistema de consulta on-line e de emissão do boletim pode ser acessado através dos portais Expresso (expresso.go.gov.br) e NetEscola (portalnetescola.educacao.go.gov.br), a partir de qualquer dispositivo que dê acesso à internet. 

O superintendente de Tecnologia da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Bruno Correia, explica que o sistema começou a ser idealizado em 2019. “Com o surgimento da pandemia da Covid-19, a necessidade de ampliar a oferta de serviços por meios digitais ficou ainda mais evidente”, conta Bruno. 

Continua após a publicidade

Como ter acesso ao serviço? 

Para acessar o Boletim Escolar por meio do portal Expresso é necessário estar cadastrado na plataforma Gov.br. Ao informar seu CPF nessa página eletrônica, o solicitante será redirecionado ao aplicativo do boletim digital, que poderá ser baixado e impresso. Além do acesso pelo site expresso.go.gov.br, o usuário pode realizar o download do aplicativo Expresso Goiás para sistemas Android e iOS.

A emissão do documento pelo NetEscola também exige um login e uma senha de acesso para o site portalnetescola.educacao.go.gov.br ou aplicativo para smartphones NetEscola. Os estudantes da rede pública estadual já possuem seus dados cadastrados no Sistema de Gestão Escolar (Sige). Já os pais ou responsáveis pelos alunos precisam procurar a escola de seus filhos e fazer o cadastro. 

Participação da família 

Embora o Governo de Goiás tenha facilitado o acesso da população ao Boletim Escolar, disponibilizado agora em sua versão digital, é importante ressaltar que a presença dos pais ou responsáveis pelos alunos nas instituições de ensino da rede pública estadual é imprescindível. “A ferramenta que criamos não deve nunca substituir a ida do pai ou da mãe à escola, já que o processo de aprendizagem do estudante está completamente vinculado ao comprometimento e acompanhamento de perto de sua família”, frisa a secretária de Educação, Fátima Gavioli. 

Bolsistas do ProBem devem renovar benefício até 31 de julho

Estudantes devem acessar o site da Organização das Voluntárias de Goiás (ovg.org.br) para atualizar dados e renovar o benefício. A ação é obrigatória para manutenção da bolsa no próximo semestre

Os bolsistas veteranos do Programa Universitário do Bem (ProBem), da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), devem renovar o benefício até o próximo domingo (31/07). O processo de atualização de dados e renovação do benefício deve ser realizado pelo site da OVG (ovg.org.br) e é um dos requisitos obrigatórios para a permanência do bolsista no quadro de beneficiários no semestre de 2022/2.

O programa conta com cerca de 12 mil bolsistas, atualmente. A presidente de honra da OVG e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, reforçou a importância da atualização dos dados. “É importante lembrar que todos os bolsistas devem efetuar essa renovação. Alguns, com grande alegria, chegaram à conclusão do curso e seguem agora para a vida profissional. Mas, para quem continua a caminhada acadêmica, é preciso se atentar aos prazos para não perder a bolsa”.

Para renovar o benefício, os universitários precisam acessar o site da OVG, clicar no banner do ProBem e seguir o passo a passo que aparecerá na tela, após login no sistema. Diretora-geral da organização, Adryanna Melo lembra que para efetivar a renovação o bolsista precisa ter participado das atividades do “Banco de Oportunidades”, disponibilizadas pela OVG ao longo do último semestre. “Essas atividades são uma forma de promover a integração do estudante com o mundo do trabalho, na sua própria área de formação, além de incentivar o voluntariado e esse lado social”, destaca.

ProBem

O terceiro processo seletivo do programa disponibilizou quatro mil bolsas para estudantes universitários em situação de vulnerabilidade social e que estão inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Os valores da bolsa parcial correspondem a 50% do valor da mensalidade, limitado a R$ 650. Já as integrais correspondem a 100% do valor da mensalidade, limitado a R$ 1.500. As bolsas concedidas aos estudantes que cursam Medicina ou Odontologia têm limites maiores: R$ 2.900 para o benefício parcial e R$ 5.800 para o benefício integral. (Especial para O Hoje)

Veja Também