Pai joga celular em bebê ao tentar atingir a esposa e filho morre em Valparaíso de Goiás, diz delegada

O homem prestou depoimento à Polícia Civil, mas não foi preso

Postado em: 03-10-2022 às 16h20
Por: Ana Bárbara Quêtto
O homem prestou depoimento à Polícia Civil, mas não foi preso | Foto: Reprodução

Um bebê, de dois meses, morreu após ser atingido, supostamente, por um celular, jogado pelo próprio pai, que tentava atingir a esposa, em Valparaíso de Goiás. O homem prestou depoimento à Polícia Civil, mas não foi preso.

“Ele pode ser indiciado por lesão corporal seguida de morte, como ele prestou socorro levando o menino para o hospital, a intenção pode ter sido lesionar e não matar”, esclareceu a delegada Samya Barros, segundo o G1.

A delegada disse que solicitou perícia no corpo, pois há suspeita de que as lesões são incompatíveis com lesões culposas – quando não há intenção de machucar.

Continua após a publicidade

Leia também: Mãe denuncia coordenadora de escola que obrigou filha a comer ovo cru, em Anápolis

Discussão

De acordo com a mãe, o casal estava discutindo em casa, na última quinta-feira (29/10), até que ela decidiu ir dormir, para encerrar a briga. O pai estava com o filho no colo.

Irritado, colocou o menino no bebê conforto e, em seguida, ao lado da mãe, que já estava deitada na cama. O homem, então, pegou o celular da esposa e leu mensagens que não teria gostado.

Com a intenção de quebrar o aparelho eletrônico, ele o jogou em direção a mulher, no entanto atingiu o filho. A criança chegou a ficar internada, contudo, faleceu no sábado (1º) em razão dos ferimentos na cabeça.

A delegada ressaltou, ainda, que o relacionamento dos dois era conturbado. A esposa, inclusive, desenvolveu depressão e contou que evita discutir com o marido.

Veja Também