Quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Quase 600 mil alunos fazem prova do Enade no domingo

A realização da prova asseguram a regularidade dos estudantes inscritos junto ao Enade

Postado em: 28-11-2022 às 10h00
Por: Agência Brasil
A realização da prova asseguram a regularidade dos estudantes inscritos junto ao Enade | Foto: Luan Monteiro/O Hoje

As provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2022 foram aplicadas neste domingo (27). De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 598.116 estudantes concluintes estão inscritos no exame.

A estudante de jornalismo pela Unip, Flávia Juliate, não encontrou dificuldade na hora de realizar a prova. “Eu estava preparada em questão de conteúdo. Porém tive dificuldade em adaptar as minhas respostas discursivas no espaço estabelecido para elas no gabarito. Mas houve aquele nervosismo que sempre rola em dia de prova, um sentimento semelhante ao enem e semanas de provas”, aponta.

Para chegar até o local, ela dividiu o Uber com mais duas amigas que também fizeram a prova. Uma das reclamações foi a distância. “Se eu tivesse ido sozinha, teria ficado muito caro. Eu moro perto da Unip (onde estudo), e o meu local de prova foi do outro lado da cidade”, comenta.

Continua após a publicidade

“Nós tivemos 2 semestres de preparação para o Enade. No primeiro, tínhamos 2 aulas semanais voltadas à formação geral e específica, e no segundo adaptamos as duas modalidade em um único dia”, avalia.

Regularidade

A realização da prova e o preenchimento do Questionário do Estudante asseguram a regularidade dos estudantes inscritos junto ao Enade. O não cumprimento de um desses instrumentos impossibilita a colação de grau do estudante.

Em 2022, o Enade avalia os cursos de bacharelado das áreas de administração, administração pública, ciências contábeis, ciências econômicas, direito, jornalismo, psicologia, publicidade e propaganda, relações internacionais, secretariado executivo, serviço social, teologia e turismo.

Também serão avaliados os cursos superiores de tecnologia das áreas de comércio exterior, design de interiores, design gráfico, design de moda, gastronomia, gestão comercial, gestão da qualidade, gestão pública, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais.

O Enade avalia o rendimento dos estudantes concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, bem como o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.

Aplicado pelo Inep desde 2004, o Enade integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), composto também pela avaliação de cursos de graduação e pela avaliação institucional. Juntos eles formam o tripé avaliativo que permite conhecer a qualidade dos cursos e instituições de educação superior brasileiras.

Como foi o dia de provas

Os portões de acesso aos locais de provas foram abertos às 12h (horário de Brasília) e fechados às 13h com início da aplicação às 13h30 e encerramento às 17h30 para os participantes regulares. Aqueles que solicitaram tempo adicional e tiveram o pedido aprovado pelo Inep tiveram mais uma hora para finalizar a prova.

Para acessar a sala de prova, o estudante teve que apresentar documento de identificação válido com foto. Pela primeira vez, foram aceitos três tipos de documentos digitais: e-Título, CNH Digital e RG Digital, desde que apresentados nos respectivos aplicativos oficiais, não sendo aceitas capturas de tela.

Apenas os estudantes que responderam o Questionário do Estudantes podem visualizar o Cartão de Confirmação da Inscrição, que contém as informações sobre o local de prova. O instrumento estava disponível para preenchimento até ontem (26). As respostas são sigilosas e utilizadas para a geração de estatísticas e indicadores educacionais.

O uso de máscara de prevenção à covid-19 durante a prova foi obrigatório, exceto no Distrito Federal, nos estados ou nos municípios onde o uso do item de proteção em local fechado esteja liberado por decreto ou ato administrativo de igual poder regulamentar.

Veja Também