Terça-feira, 07 de fevereiro de 2023

Gibiteca Jorge Braga inaugura Clube de Leitura de Quadrinhos com vagas limitadas

Ação acontecerá de 15 em 15 dias no auditório da Biblioteca Pio Vargas, em Goiânia

Postado em: 25-01-2023 às 08h58
Por: Rodrigo Melo
Ação acontecerá de 15 em 15 dias no auditório da Biblioteca Pio Vargas, em Goiânia | Foto: Secom

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult), inaugura na próxima terça-feira (31/1), o Clube de Leitura das Histórias em Quadrinhos, na Gibiteca Jorge Braga, em Goiânia. O evento terá entrada gratuita, mas as vagas são limitadas. Os interessados devem se inscrever por meio do link.

A primeira sessão comemora o Dia Nacional das HQs, celebrado em 30 de janeiro. O clube se reunirá a cada 15 dias, na segunda e última terça-feira de cada mês. Para cada encontro serão disponibilizadas 16 vagas.

Mediadores

A mediação será feita pela bibliotecária Any Serpa Borges e por Ícaro Malveira. Any é mestranda em Ensino na Educação Básica, com graduação em Biblioteconomia. Também é especialista em Gestão de Arquivos, com pós-graduação em Análise de Dados e Big Data. Já Ícaro é doutorando em Arte e Cultura Visual pela Universidade Federal de Goiás e mestre em Artes pela Universidade Federal do Ceará. Ele atua em pesquisas de zines, publicações experimentais, histórias em quadrinhos, ilustração, livro de artista, ações na cidade, literatura, escrita criativa e gamearte.

Continua após a publicidade

Keyla de Faria, coordenadora da Biblioteca Estadual Pio Vargas e Gibiteca Jorge Braga, destaca que a Secult buscou parceria com profissionais especialistas em HQs para viabilizar o clube de leitura. “As HQs podem ser a porta de entrada para se criar o hábito de ler e, por isso, decidimos instalar o clube para que as pessoas possam se reunir e discutir sobre literatura”.

Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos

Em 30 de janeiro de 1869 foi publicada a primeira história de quadrinho brasileira com o título “As Aventuras de Nhô-Quim ou Impressões de uma Viagem à Corte”, autoria do cartunista Angelo Agostini.

No Brasil, apesar das histórias em quadrinhos surgirem em meados do século XIX, elas se popularizaram com o lançamento de publicações como “A Turma da Mônica”, “O Menino Maluquinho”, “A Turma do Pererê” e “Tico-Tico”.

Leia também: EFG em Artes Basileu França abre vagas para cursos técnicos

Veja Também