Supremo retoma julgamento sobre pedido de liberdade de Maluf

Maluf chegou a ficar preso em Penitenciária da Papuda, em Brasília. Decisão terá como finalidade garantir liberdade plena para deputado

Postado em: 19-04-2018 às 14h13
Por: Guilherme Araújo
Maluf chegou a ficar preso em Penitenciária da Papuda, em Brasília. Decisão terá como finalidade garantir liberdade plena para deputado

O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou há pouco o julgamento do novo pedido de recurso no qual a defesa do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) pede que ele tenha direito a recorrer em liberdade da condenação de 7 anos e 9 meses de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro. O julgamento foi interrompido ontem, com placar de 4 a 3 contra o deputado.

Na prática, o julgamento servirá para garantir liberdade plena ao deputado. Atualmente, Maluf está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. De acordo com o último boletim médico, divulgado na terça-feira (17), ele faz tratamento contra um câncer de próstata, que está em estágio evoluído, com metástase. Ele estava preso na Penitenciária da Papuda, em Brasília, antes de ser internado. 

Até o momento, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux votaram contra a concessão do recurso. Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes divergiram e entenderam que o deputado ainda tem direito a mais um recurso.

Continua após a publicidade

O resultado do julgamento também definirá se condenados em ações penais no Supremo também terão direito ao mesmo recurso. Dessa forma, a execução de eventuais condenações de investigados na Operação Lava Jato deverá mais tempo para ocorrer. 

Veja Também