Programa de segurança promete reduzir índices em Goiás

Durante conversa com jornalistas na tarde de ontem, Irapuan Costa Júnior afirmou que Goiás vem sendo referência no combate à criminalidade

Postado em: 20-04-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Durante conversa com jornalistas na tarde de ontem, Irapuan Costa Júnior afirmou que Goiás vem sendo referência no combate à criminalidade

Marcus Vinícius Beck*

Continua após a publicidade

O secretário de segurança pública e administração penitenciária, Irapuan Costa Júnir, anunciou ontem o início do programa Segurança para todos os goianos. Em entrevista coletiva no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), ele disse que essa iniciativa terá papel fundamental no combate à criminalidade, que segue em queda desde o último ano. A presença dos policias nas plataformas do Eixo-anhanguera devem começar em breve, pois 870 PMs foram promovidos por meio de concurso público. 

“Não fosse esse apoio não conseguiríamos combater a criminalidade, pois todos os índices apontam que estamos no caminho certo. Atualmente, a polícia goiana é tida como exemplo para várias outras de outros estados do Brasil”, afirmou o secretário. “Tenho orgulho da honestidade de nossos companheiros das nossas polícias militar, civil, tecno-científica, além das tropas de elite da PM. A sociedade goiana está ávida por segurança, bem como como o Brasil todo também o está”.

Além disso, o secretário de segurança pública destacou que haverá policiais já nas próximas semanas nos terminais e plataformas do Eixo-anhnaguera em Goiânia. De acordo com Irapuan, para fazer com que os índices de criminalidade caiam ainda mais e casos de roubo e furto nos ônibus cessem, policiais à paisagem (p-2) passarão a atuar dentro dos veículos do transporte coletivo da Capital goianiense. Totens de segurança serão instalados em vários terminais. Até o momento, 533 novas viaturas foram adquiridas pela SSP.

Outra mudança é o procedimento de lavraturas de Termos Circunstanciados de Ocorrências (TCOs). No momento, em caso de ocorrência, o cidadão aciona a PM e para formalizar o TCOs tem de registrá-lo na Polícia Civil. Com a mudança, que deve entrar em vigor nos próximos dias, a própria PM será a responsável por fazer esse tipo de serviço, que depois vai ser ratificado pela PC. Esse pacote de medidas vem no contexto de descontentamento por parte da população que o preço da passagem de R$ 4 não condiz com a situação dos ônibus. 

Presente na solenidade, o governador Zé Elinton disse que esse momento é fundamental para a história de Goiás. Segundo ele, o Estado caminha rumo à modernidade. “Hoje (ontem) é um momento muito importante para Goiás e para os goianos. Goiás tem pressa e quer cada vez mais se modernizar. É preciso ter persistência e planejamento para atingir os resultados eficientes”, diz Elinton, logo após assinar a ordem de serviço que irá empossar os policiais aprovados em curso público. 

Anúncio

Na semana passada, o governador de Goiás Zé Elinton afirmou que as plataformas do Eixo-anhanguera passarão a contar com a presença de policiais 24 horas por dia. Ele disse que a medida será implantada por meio de batalhões permanentes da Polícia Militar (PM) nas paradas do Eixo. Elinton garantiu ainda que a Metrobus, empresa responsável pela administração do Eixo-anhanguera, não será privatizada. (Marcus Vinícius Beck é estagiário do jornal O Hoje, sob orientação do editor de Cidades Rhudy Crysthian) 

Veja Também