União Europeia proíbe frigoríficos do Brasil de exportar frangos

A empresa BRF, em Rio Verde, está na lista. O bloqueio aos frigoríficos foi anunciada na quinta-feira (19). O embargo entrará em vigor 15 dias após a decisão ser oficialmente publicada

Postado em: 20-04-2018 às 11h30
Por: Márcio Souza
A empresa BRF, em Rio Verde, está na lista. O bloqueio aos frigoríficos foi anunciada na quinta-feira (19). O embargo entrará em vigor 15 dias após a decisão ser oficialmente publicada

Após a União Europeia anunciar a proibição de 20 frigoríficos no Brasil de exportar para a região por questões sanitárias, funcionários da BRF, em Rio Verde, na Região sudoeste de Goiás, estão com medo de serem demitidos. A unidade goiana está na lista. 

O bloqueio aos frigoríficos foi anunciada na quinta-feira (19). O embargo entrará em vigor 15 dias após a decisão ser oficialmente publicada.

Continua após a publicidade

A fábrica da BRF em Rio Verde abate mais de 400 mil frangos por dia. Com o fim do envio das aves para países europeus, o receio dos funcionários é que a produção diminua e possa haver demissões. 

Em nota, a BRF disse que a suspensão dos frigoríficos não foi baseada em questões sanitárias, e sim motivada por questões políticas de protecionismo ao mercado europeu. A empresa disse ainda que ainda não foi oficialmente informada sobre a decisão.

“Diante desta nova realidade, a BRF iniciará a revisão de seu planejamento de produção, que já considera o regime de férias coletivas em quatro de suas unidades: Capinzal (SC), Rio Verde (GO), Carambeí (PR) e Toledo (PR). Ainda é prematuro prever o impacto dessa revisão, dada a complexidade da cadeia produtiva na qual a BRF está inserida”, afirma o comunicado.

Com informações do G1 Goiás. 

Veja Também