Boletim da Secretaria da Saúde confirma 47 casos de H1N1 em Goiás

Outro paciente na Vila São Cottolengo morreu hoje (25) com suspeitas da gripe. SES-GO informou que não houve registros no Estado durante a semana passada

Postado em: 25-04-2018 às 15h30
Por: Victor Pimenta
Outro paciente na Vila São Cottolengo morreu hoje (25) com suspeitas da gripe. SES-GO informou que não houve registros no Estado durante a semana passada

Victor Lisita*

Foram confirmados 47 casos da gripe H1N1 em Goiás, de acordo
com o boletim da Secretaria da Saúde do Estado (SES-GO) divulgado no começo
desta semana. De janeiro até o momento, um total de 139 ocorrências foram
registradas. Em relação às mortes confirmadas, o número subiu para 25.

Continua após a publicidade

O mais recente falecimento aconteceu ontem (25), tendo mais
um paciente do hospital da Vila São José Bento Cottolengo, em Trindade, vindo a
óbito. O caso é o 15º com suspeitas de H1N1. Ainda é aguardado o laudo para
descobrir a causa da morte. Outras duas pessoas seguem internadas no local com
a confirmação da doença.

Em Goiânia, seis pontos de saúde ficaram sem estoque de
vacina contra a gripe ontem, sendo elas o Centro Municipal de Vacinação,
Centros de Saúde da Família Crimeia Oeste, Centro de Saúde Esplanada do
Anicuns, Centros de Saúde da Família Cachoeira Dourada, Cais Vila Nova e
Centros de Saúde da Família Antônio Carlos Pires.

A Secretaria Estadual de Saúde informou que Goiânia receberá
novas remessas da vacina apenas no dia 03 de maio. A Capital começou
quarta-feira com 16 mil doses, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde
(SMS). Mais 50 unidades ainda tinham a vacina até às 14 horas, segundo o órgão,
mas a possibilidade é de que os estoques acabassem caso a procura fosse grande.

A SES-GO informou que as confirmações estão relacionadas com
os resultados de exames feitos nas últimas semanas, visto que o prazo para o
lançamento do diagnóstico é de 14 dias. Não houve novas suspeitas notificadas entre
os dias 16 e 22.

O órgão associa a redução de casos na semana passada à
Campanha de Vacinação que começou mais cedo no Estado e também às informações
sobre prevenção e conscientização divulgadas no período de alerta da doença.
Até a terça-feira (24), o correspondente a 45% dos integrantes de todos os
grupos de risco receberam a imunização.

Mais de 1,1 milhões de doses foram entregues aos municípios
de Goiás até o momento, com expectativa de outras 525 mil chegarem até o final
da campanha. A meta é vacinar, no mínimo, 90% dos grupos elegíveis, o que
representa aproximadamente 1.433.918 da população, do total de 1.593.242
pessoas.

Até sexta-feira (27), a vacinação é voltada para o grupo de
risco das gestantes, mães em resguardo do pós-parto e crianças de 6 meses a 5
anos. Do dia 30 de abril à 11 de maio, o grupo dos professores receberão as
vacinas. A imunização para todos os grupos ocorre no dia 12 do próximo mês.

*Victor Lisita é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje, sob a supervisão de Naiara Gonçalves.

Veja Também