Afastado diretor de presídio suspeito de atirar em ex-detento

Diretor ficará suspenso por 180 dias para evitar alteração de provas na investigação. Homem foi baleado após uma discussão em pit dog do município

Postado em: 27-04-2018 às 18h10
Por: Victor Pimenta
Diretor ficará suspenso por 180 dias para evitar alteração de provas na investigação. Homem foi baleado após uma discussão em pit dog do município

Foi determinado o afastamento imediato do cargo para o diretor do presídio de Joviânia por ser suspeito de atirar em um ex-detento em um pit dog do município. A decisão foi tomada pela juíza Danila Cláudia Le Sueur Ramaldes, que considerou grave a conduta de Tullyo Rodrigues Valadão. O diretor ficará suspenso das atividades por 180 dias para que não seja possível alterar provas.

Tullyo deverá entregar a carteira funcional, a arma e o porte de arma. O Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) fez o pedido e a Polícia Civil (PC) ainda apura a situação em que a vítima foi baleada. A denúncia do MP afirma que o ex-detento se envolveu em uma discussão com um agente prisional no pit dog e que o diretor atirou três vezes contra a vítima. Um dos disparos acertou a perna dele.

Continua após a publicidade

A argumentação da juíza considera que a ação aconteceu ““em local público frequentado por diversas pessoas, podendo, inclusive, ter ocasionado demais vítimas”. De acordo com a magistrada, a medida “impedirá novos danos e resguardará a coleta de elementos de provas, já que a própria função de agente penitenciário poderá influenciar testemunhas e ocasionar entraves à adequada instrução processual”.

 Com informações do G1.

Veja Também