23 mil urnas devem receber voto impresso nas eleições gerais

Equipamentos devem ser entregues até o próximo dia 10 de setembro

Postado em: 04-05-2018 às 15h43
Por: Guilherme Araújo
Equipamentos devem ser entregues até o próximo dia 10 de setembro

Foi aprovado em sessão administrativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quinta-feira (3) a resolução que define as regras para implantação gradual do voto impresso no Brasil.

A medida entrará em vigor nas próximas eleições gerais, marcadas para outubro deste ano. No total, 23 mil urnas eletrônicas, equipadas com módulo de impressão, serão distribuídas de forma proporcional ao eleitorado de maneira igual em todos os estados.

Continua após a publicidade

Desta maneira, o eleitor se exime de contato com o comprovante de votação, verificando unicamente de maneira visual se o que está impresso no papel é o mesmo que surge na urna.

Os tribunais regionais eleitorais ainda não definiram que pontos receberão os equipamentos. Terão preferência locais que tenham infraestrutura adequada e facilidade de acesso para suporte técnico, em caso de emergência. 

No total, o número de urnas com impressoras representa cerca de 5% do total dos mais de 550 mil terminais eletrônicos do Brasil. 

Todos os equipamentos devem ser entregues até o dia 10 de setembro. Em entrevista, o presidente do TSE, ministro Luiz Fux, afirmou que neste ano não haveria a menor possibilidade de implantação do voto impresso em toda as unidades federativas.

Caso fossem implantados, os módulos de impressão custariam aos cofres cerca de R$ 2 bilhões.  

Veja Também