Em comunicado, Correios anunciam fechamento de agências

Decisão acarretaria demissão de 5 mil e 300 funcionários. Representantes da empresa criticaram especulações a respeito

Postado em: 07-05-2018 às 15h35
Por: Guilherme Araújo
Decisão acarretaria demissão de 5 mil e 300 funcionários. Representantes da empresa criticaram especulações a respeito

Os Correios informaram na manhã desta segunda-feira (7) por meio de nota que estão estudando a redução do número de agências das empresas. A estimativa, apurada pelo jornal O Estado de S. Paulo, dá conta de que 513 agências devem ser fechadas.

A medida seria tomada em virtude de um processo de remodelamento, a fim de tornar a empresa mais rápida e ágil.

O número acarretaria a demissão de 5 mil e 300 funcionários. Por meio de sua assessoria de imprensa, o presidente dos Correios, Carlos Fortner disse que ““os Correios esclarecem que a empresa vem realizando estudos pormenorizados de readequação de sua rede de atendimento, o que inclui não apenas a sua rede física de atendimento como também novos canais digitais e outras formas de autosserviços”.

Continua após a publicidade

Ele ainda criticou as especulações feitas sobre os números, sem antes conhecer os reais objetivos da remodelagem. Segundo Fortner, o processo ainda está em curso.

Segundo o secretário geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios (Fentect), José Rivaldo da Silva, a movimentação faz parte de uma estratégia da atual administração de precarização da empresa para que a mesma seja privatizada.

Somente em 2017, os Correios tiveram um prejuízo de cerca de R$ 1,5 bilhão em virtude de perdas do plano de saúde, o Postal Saúde.

Veja Também