Ipameri vive momentos de pânico durante ação de criminosos

Três agências bancárias, uma agência dos Correios, além de uma joalheria foram alvos de um grupo de criminosos. Na fuga, o bando ainda incendiou uma caminhonete

Postado em: 08-05-2018 às 08h00
Por: Márcio Souza
Três agências bancárias, uma agência dos Correios, além de uma joalheria foram alvos de um grupo de criminosos. Na fuga, o bando ainda incendiou uma caminhonete

Márcio Souza*

Moradores da cidade de Ipameri,
na Região Sudoeste de Goiás, viveram momentos de terror na madrugada desta
terça-feira (8). Três agências bancárias, uma agência dos Correios, além de uma
joalheria foram alvos de um grupo de criminosos. Na fuga, o bando ainda
incendiou uma caminhonete na GO-330. Ninguém se feriu.

Continua após a publicidade

De acordo com a Polícia Militar,
os criminosos estavam fortemente armados, em vários carros. Ainda segundo a PM, a ação durou
cerca de 1h. O Corpo de Bombeiros foi acionado e apagou as chamas das agências
bancárias atingidas pelos criminosos, que ficaram completamente destruídas pela
explosão.

Moradores da cidade registraram
através de vídeos e áudios, vários tiros efetuados pelo grupo.

A psicopedagoga Luciele Gratão de
Castro, de 37 anos, estava dormindo no momento dos disparos. “Era
por volta de 1h15 da manhã quando eu acordei com barulho de muitos tiros. Eu pensei que
era apenas um banco que os criminosos tinham explodido, já que essa ação
acontece de vez em quando, mas depois percebi que foram mais bancos. Foi
impossível voltar a dormir depois desse momento de pânico”,
diz.

Luciele conta que foram intensos
40 minutos de tiros na região. “Foi a pior noite para
os moradores. Muito aterrorizante”. Ela diz que falta
policiamento na cidade. “Os bandidos passaram em frente
à delegacia atirando. Falta segurança em todo lugar. São poucos policiais e
apenas duas viaturas”.

Flavielle Estrela mora próximo de
onde ocorreram as explosões. A médica relata que teve que se esconder dentro do closet
para se proteger. “Foi muito desesperador. A gente
assustou quando os criminosos passaram batendo no portão. Acho que era um aviso
pra ninguém sair na porta”, afirma. Eles também foram
até um ponto de mototáxi da cidade, onde em voz alta pediram para que os taxistas saíssem
do local.  

Conforme informações de populares, cerca de 15 criminosos
participaram da ação. Número que ainda não foi confirmada pelo PM. Ainda não se sabe o valor levado das agências bancárias d
a Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e do Itaú Unibanco.  

Equipes do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer), do
Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Comando de Operação de Divisas
(COD) reforçaram o policiamento no local.

*Márcio Souza é integrante do programa de estágio do jornal O Hoje, sob supervisão de Naiara Gonçalves  

 

Veja Também