Mulher é acidentada em Rio Verde por falta de sinalização

AMT foi condenada a pagar R$ 50 mil de indenização. Vítima teve lesões graves na perna

Postado em: 11-05-2018 às 15h35
Por: Bárbara Luiza
AMT foi condenada a pagar R$ 50 mil de indenização. Vítima teve lesões graves na perna

Foto: Reprodução

No dia 13 outubro de 2010, Lucimar Silva Silveira foi vítima de acidente por falta de sinalização no cruzamento entre as ruas Paineira e Itaúba, em Rio Verde. Todavia, só em março do presente ano saiu sentença que condena a Agência de Mobilidade e Trânsito (AMT) da cidade do Sudoeste de Goiás a pagar R$ 50 mil de indenização. O valor é composto de R$ 30 mil por danos físicos e R$ 20 mil por danos morais, e foi decidido judicialmente pelo juiz Márcio Marrone Xavier. O magistrado é da Vara das Fazendas Públicas, de Registros Públicos e Ambientais da comarca local.

O acidente ocorreu aproximadamente às 9h, quando a vítima conduzia motocicleta própria pela Rua Paineira no sentido sul-norte e, no cruzamento, colidiu com um caminhão basculante que ia do leste para o oeste. Não havia nenhuma sinalização de trânsito (nem vertical, nem horizontal) no local. O laudo judicial concluiu que Lucimar fraturou gravemente seu joelho direito e o veículo também teve danos. Rio Verde não possui hospital capacitado para tratá-la, então ela teve de ir até Goiânia para conseguir atendimento médico.

Continua após a publicidade

Desde a ocorrência, oito anos atrás, a vítima sofre dores fortes, adquiriu cicatrizes e tem dificuldades de locomoção. Lucimar teve atrofia muscular na coxa e instabilidade no joelho. Com isso, fez requisição da condenação ao pagamento. O juiz alegou que a responsabilidade é da AMT, pois o caso ocorreu apenas por negligência e omissão da autarquia ao realizar seu dever de providenciar sinalização correta em todas as vias.

Veja Também