Adutora de água se rompe afetando fornecimento de água da Capital

Após incidente, equipes da Saneago foram enviadas ao local para tentar reverter a situação

Postado em: 19-06-2024 às 05h00
Por: Alexandre Paes
Imagem Ilustrando a Notícia: Adutora de água se rompe afetando fornecimento de água da Capital
Bombeamento foi normalizado, mas moradores e comerciantes continuam sem água nas torneiras | Foto: Divulgação/AR Goiânia

Moradores, comerciantes e empresas do setor Negrão de Lima, em Goiânia, foram surpreendidos na manhã da última terça-feira (18) após o rompimento de uma adutora de grande porte na área da Estação de Tratamento de Água Jaime Câmara (Etag), alagar ruas, avenidas e estabelecimentos do entorno. 

Imediatamente após o incidente, técnicos fecharam os registros para cessar o vazamento de água entre as Avenidas Vereador José Monteiro e a 5ª Avenida. Equipes isolaram a área e trabalham para a recuperação da tubulação, que faz parte do Sistema João Leite. 

Segundo a diretora de fiscalização da Agência de Regulação de Goiânia (AR), Renata Lima, ressalta que a equipe da Saneago está trabalhando para executar o reparo. “Ainda não há previsão se haverá falta de abastecimento de água na capital, e em quais regiões, porque os reservatórios baixaram um pouco, mas o bombeamento já foi normalizado. Mas neste momento pedimos à população o consumo consciente da utilização de água”, diz.

Continua após a publicidade

Um dos estabelecimentos afetados foi a lanchonete de Paulo Soares, que viu o negócio ser inundado pela água. “Foi um desastre. Tive que suspender o atendimento imediatamente e agora estou correndo contra o tempo para limpar e avaliar os prejuízos. Sem contar que estamos sem água para cozinhar e higienizar os utensílios. Estamos numa situação muito complicada”, lamenta o proprietário.

Outra comerciante, Maria Fernandes, dona de uma loja de roupas, também teve seu estabelecimento invadido pela água. “Quando vi a água entrando na loja, foi desesperador. Não sabemos quanto tempo vai levar para normalizar o abastecimento de água, o que só aumenta a nossa incerteza e preocupação. Estamos tentando salvar o que podemos”, relata Maria, visivelmente abalada.

Para a execução do serviço, o bombeamento de água tratada precisou ser temporariamente desligado e ainda não há previsão de retomada do sistema. Com isso, o abastecimento ficará prejudicado na área atendida pelo Sistema João Leite. O fornecimento de água será retomado de forma gradual, logo após a conclusão da manutenção.

A população está sendo orientada a colaborar e fazer uso moderado da água armazenada nas caixas d’água dos imóveis, utilizando-a apenas para o essencial, até a recuperação completa do fornecimento. A medida é fundamental para contribuir com o abastecimento de todos, especialmente dos moradores das partes mais altas da cidade ou afastadas do local da intervenção, que levam mais tempo para ter o fornecimento totalmente restabelecido.
Enquanto as autoridades trabalham para resolver a situação, comerciantes e moradores do setor Negrão de Lima enfrentam um período de incerteza e dificuldades. O impacto do rompimento da adutora não só causou danos materiais, mas também afetou a rotina e o funcionamento dos negócios locais, que agora dependem de uma rápida solução para retomar suas atividades normais.​

Veja Também