Coronel investigado em fraudes do CBM-GO é aposentado

Ex-comandante-geral dos bombeiros, Dewilson Adelino, terá remuneração do Goiásprev – Foto: Reprodução.

Postado em: 10-01-2020 às 15h35
Por: Nielton Soares
Ex-comandante-geral dos bombeiros, Dewilson Adelino, terá remuneração do Goiásprev – Foto: Reprodução.

Nielton Soares

O ex-comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBM-GO), Dewilson Adelino Mateus, foi transferido para a reserva remunerada (aposentadoria). O militar chegou a ser investigado por suspeito de participar de um esquema de emissão de certificados irregulares para empresas na Capital. 

A deflagração das investigações sobre os indícios de fraudes na companhia aconteceu em novembro de 2019 pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco. Dewilson foi aposentado pelo Goiá Previdência (Goiásprev). 

Continua após a publicidade

A publicação, assinada pelo presidente do Goiásprev, Gilvan Cândido, consta que o militar foi afastado tendo “remuneração de inatividade proporcional a 28/30 avos do subsídio do referido Posto, acrescida de 20% correspondente”.

 

Veja Também