Ônibus por aplicativo são apreendidos por realizarem viagens irregulares

Startup responsável afirma que Goiás é o único estado que não cumpre normas judiciais - Foto: Reprodução ANTT

Postado em: 12-01-2020 às 15h32
Por: Redação
Startup responsável afirma que Goiás é o único estado que não cumpre normas judiciais - Foto: Reprodução ANTT

Igor Afonso

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT)
apreendeu três ônibus que faziam viagens por aplicativo, transportando
passageiros de forma irregular, em Goiânia.

De acordo com a ANTT, a companhia tinha autorização para
fazer serviços turísticos, mas operavam como uma empresa de linha convencional.
Dois ônibus foram apreendidos na última sexta-feira, 10 e outro último sábado,
11.

Continua após a publicidade

Dentre as irregularidades estavam a documentação vencida,
falta de estepe, para-brisa trincado, motorista sem Carteira Nacional de
Habilitação e embarque feito irregularmente, às margens de avenidas.

“A empresa tinha autorização para serviço de fretamento de
turismo, com rota fechada, na qual tem que levar e trazer os mesmos
passageiros. Porém, eles vendiam as passagens pela internet e os passageiros
podiam escolher só ida. Então, eles estavam atuando como permissionário,
fazendo serviço de linha”, disse o coordenador de Operações da ANTT, Jesiel
Júnior.

Em resposta, a empresa Buser explicou que não faz o
transporte de passageiros e, sim a conexão entre eles e as empresas
transportadoras, promovendo assim, uma divisão de custos entre os interessados
em uma viagem fretada, oferecendo preços melhores. Disse ainda, que todas as
empresas parceiras cumprem as normas estabelecidas pela ANTT e afirma que Goiás
é o único estado em que a determinação judicial que permite o funcionamento da
startup, não é cumprido.

Os passageiros receberam novas passagens e encaminhadas à
empresas regulares, para seguirem viagem.

 

Veja Também