Justiça goiana recebe denúncia de suposta fraude da Borges Landeiro

Treze pessoas são acusadas por organização criminosa e lavagem de dinheiro durante processo de recuperação judicial da construtora – Foto: Reprodução.

Postado em: 31-01-2020 às 18h15
Por: Nielton Soares
Treze pessoas são acusadas por organização criminosa e lavagem de dinheiro durante processo de recuperação judicial da construtora – Foto: Reprodução.

Nielton Soares

Justiça recebe a denúncia contra 13 suspeitos de fraude na recuperação judicial do Grupo Borges Landeiro, nesta sexta-feira (31). Os acusados terão 10 dias para se deferem da acusação, por escrito, determinou a juíza responsável pelo caso, Placidina Pires, da Vara dos Feitos Relativos a Organizações Criminosas e Lavagem de Capitais.

De acordo com a denúncia, a organização agia com intenção de obter vantagens dos credores da empresa ao decretar falência.

Continua após a publicidade

O caso teria acontecido entre 2016 e novembro do ano passado e o grupo foi desarticulado com a deflagração da Operação Máfia das Falências. Na época, foi expedido sete mandados de prisão preventiva e seis de prisão temporária, com bloqueio de R$ 500 milhões dos envolvidos.

Segundo o Ministério Público de Goiás (MP-GO), eles teriam sonegado, omitido e prestado informações falsas, bem como ocultado patrimônio do grupo empresarial em referência, valendo-se de pessoas físicas e jurídicas de fachada, como “laranjas”, para desviar, movimentar e deter valores, bem como para arrematar os próprios bens de empresas.

Matéria atualizada em 7 de julho de 2022

 

 

Veja Também