Central de Fiscalização da Covid-19 fecha 215 estabelecimentos em Goiânia

Postado em: 09-03-2021 às 10h45
Por: Augusto Sobrinho
Com 99,53% de ocupação dos leitos de UTI, alguns comércios continuam descumprindo as normas do decreto da capital | Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiânia

Augusto
Pereira

A
Prefeitura de Goiânia, por meio da Central de Fiscalização da Covid-19, fechou 215
estabelecimentos por descumprirem as normas do decreto vigente deste 1º de
março. Nos primeiros seis dias, as equipes de fiscalização vistoriaram 3.558
estabelecimentos comerciais, notificaram 398 e autuaram outros 77.

A
Central de Fiscalização da Covid-19 conta com 16 equipes trabalhando para
garantir o cumprimento do fechamento do comércio não essencial na capital. O
estabelecimento que funcionar irregularmente poderá pagar multa de R$ 4908,30 e
se reincidente, o proprietário poderá ser preso por um mês ou até um ano.

“As
equipes de fiscalização passaram a contar com ajuda do efetivo da Guarda Civil
Metropolitana. São mais 1,4 mil agentes nas ruas da capital verificando as
possíveis irregularidades praticadas por quem não respeita os decretos”, destacou
o secretário municipal de Saúde, Durval Pedroso.

Além
disso, a Prefeitura de Goiânia ressalta que a população pode realizar denúncias
através do aplicativo Prefeitura 24 horas. As medidas restritivas na capital
tentam frear a disseminação do novo coronavírus e evitar a superlotação dos leitos
de Unidade de terapia intensiva (UTI), que atingiu
99,53%
de ocupação.

 

Compartilhe: