Polícia Civil prende três suspeitos de roubo a motoristas de aplicativo

Postado em: 26-03-2021 às 10h45
Por: Augusto Sobrinho
Os crimes ocorrem no Jardim Nova Esperança, em Goiânia, e no Setor Pontal Sul II, em Aparecida, nos dias 09 e 24 de março deste ano | Foto: Divulgação/Polícia Civil

Augusto Sobrinho

A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) prendeu, nessa quinta-feira (25/03), três suspeitos de roubos a motoristas de aplicativo no Jardim Nova Esperança, em Goiânia, e no Setor Pontal Sul II, em Aparecida de Goiânia. Os crimes ocorreram nos dias 09 e 24 de março deste ano.

Felipe Castro Borges e Jhonatta Luccas Moreira Arruda, ambos de 19 anos, abordaram, no dia 09 de março, com armas de fogo, o motorista dono de um Chevrolet Onix no Jardim Nova Esperança. A vítima foi transferida para o banco de trás e abandonada em um matagal após a barreira policial da GO-070.

Daniel Alves Mariano, que também participou do roubo, morreu, no mesmo dia do crime, após confronto com policiais militares na cidade de Goianira. O veículo foi devolvido ao proprietário legal e os outros dois suspeitos, que confessaram a prática do roubo, foram presos preventivamente.

Outro caso

Paulo Otavio de Jesus Mota, de 23 anos, acionou por aplicativo o motorista, que ao chegar no destino, o Setor Pontal Sul II, foi recebido com um revólver. Além do veículo Fiat Mobi, o assaltante levou os celulares da vítima, dinheiro em espécie, dentre outros pertences.

Com o suspeito foram encontradas também duas porções de maconha, totalizando aproximadamente 0,5kg. Paulo Otavio, que foi reconhecido pela vítima, foi autuado pelo crime de roubo circunstanciado pelo emprego de arma de fogo e por tráfico de drogas.

Balanço

O delegado titular da DERFRVA, Paulo Ludovico, destacou que, em março, nove pessoas foram presas por envolvimento em roubo a motoristas de aplicativo na região metropolitana da capital.  “Foi uma das modalidades de crime que não teria diminuído no que tange à subtração dos veículos. Então, intensificamos as nossas investigações para esse nicho”, afirmou.

Compartilhe: