Goiás registra 132 novos óbitos e ultrapassa 13 mil vítimas da covid-19

Marco ocorre uma semana após Estado registrar 12 mil óbitos pela doença | Foto: Reprodução

Postado em: 13-04-2021 às 15h10
Por: Raphael Bezerra
Marco ocorre uma semana após Estado registrar 12 mil óbitos pela doença | Foto: Reprodução

Luan
Monteiro

Segundo dados do Painel Covid-19, divulgado pela
Secretaria de Estado e Saúde de Goiás (SES-GO), na tarde desta terça-feira
(13/4), Goiás registrou 3.662 novos casos e 132 novos óbitos por covid-19. Com
o registro, o Estado ultrapassou 13 mil vítimas da doença desde o início da
pandemia, uma semana após 
registrar 12 mil óbitos confirmados.

De acordo com a pasta, o número de casos confirmados
da doença é de 513.496. Destes, há registro de 489.174 pessoas recuperadas. A
SES investiga 425.951 casos suspeitos da doença e 254.647 casos suspeitos foram
descartados.

Continua após a publicidade

O número de óbitos confirmados pela doença é de 13.063.
A secretaria investiga 336 óbitos suspeitos e 68 já foram descartados. A taxa
de letalidade da doença no Estado é de 2,55%.

Leitos

A taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia
Intensiva (UTI), destinadas ao tratamento da covid-19 no Estado é de 87,57%.
São, ao todo, 1.255 leitos exclusivos para o tratamento da doença. Destes,
1.099 estão ocupados.

Já em relação a leitos de enfermaria, 53,62% estão
ocupados em Goiás. São, no total, 2.350 leitos, 1.260 estão preenchidos por
pacientes com diagnósticos suspeitos ou confirmados da doença.

Redução
na demanda

De acordo com dados
divulgados na última segunda-feira (12/4), o 
quantitativo de solicitações de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria destinados ao tratamento da Covid-19 em Goiás mostram redução na fila de espera. Segundo SES,
74 pessoas esperam uma vaga em um leito de UTI Adulto e 3 em UTI Pediátrica.
Com relação à enfermaria, 77 pessoas aguardam por uma vaga em Enfermaria Adulto
e 3 em Enfermaria Pediátrica. Apesar de ainda significativos, os números
apresentados demonstram uma redução na demanda, quando comparados ao mês
anterior.

Para se ter uma ideia,
há quase um mês, no dia 18 de Março, o quantitativo de solicitações de leitos
demandava 375 pessoas para UTI Adulto. Na Enfermaria Adulto, 270 pessoas
aguardavam por uma vaga. Na Pediátrica, sete esperavam por tratamento. Na
última segunda-feira, a taxa de ocupação dos leitos de UTI na rede pública
estadual para tratamento da Covid-19 era de 95,18%, o que representa somente 27
leitos disponíveis. Na enfermaria, a situação é um pouco mais amena com uma
taxa de ocupação de 69,6%, o que significa 234 leitos disponíveis para
tratamento.

Veja Também