Prêmio de R$ 25 mil para melhores iniciativas de incentivo à leitura

Postado em: 07-03-2016 às 18h30
Por: Redação
Iniciativa visa reconhecer e valorizar experiências no País

Da Assessoria

Esta é a última semana para inscrições no 8º. Prêmio Vivaleitura,
uma realização do Ministério da Cultura e do Ministério da Educação que conta
com o apoio da Fundação Santillana. A premiação visa reconhecer e difundir as
melhores experiências que promovam a leitura no País. Até o dia 13 de março,
bibliotecas, escolas, pessoas físicas e entidades da sociedade civil podem se
inscrever gratuitamente no site www.premiovivaleitura.org.br. Nesta edição, os
promotores do prêmio incentivam a participação de projetos idealizados e/ou
executados por crianças e jovens, e também a inscrição de ações de estímulo à
leitura realizadas na internet.

Serão premiados projetos em quatro categorias: Biblioteca
Viva; Escola Promotora de Leitura; Território da Leitura; e Cidadão Promotor de
Leitura (pessoa física). Os vencedores em cada categoria receberão um prêmio no
valor de R$ 25 mil. Além disso, o Vivaleitura concederá a menção honrosa José
Mindlin, que, a cada ano, reconhece práticas que se destacam por seu impacto e
abrangência.

Realizado desde 2006, como desdobramento do Ano Ibero-americano
da Leitura, o Prêmio Vivaleitura é executado em parceria com a Organização dos
Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), e também
tem o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União
Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Desde a primeira edição, participaram mais de 13
mil projetos de incentivo à leitura de todas as regiões do País, ressaltando o
potencial criativo de experiências que contribuem para fomentar a formação
leitora entre crianças, jovens e adultos. Em 2014, as iniciativas premiadas
foram: “Barca dos Livros: uma biblioteca com alma” (Florianópolis-SC); “Ação
integrada para o letramento” (Colombo-PR); “Humanizando a saúde por meio da
leitura” (São Paulo-SP); e “Grupo Atitude, por uma cidade leitora”
(Caiçara-PB).  

Compartilhe: