Espaço Sonhus reabre suas portas com programação cheia

Postado em: 03-03-2016 às 08h00
Por: Sheyla Sousa
Programação começa hoje com a peça Tudo “S”erto, estrelada pela atriz Jô de Oliveira

José Abrão

A caminho de completar três anos de atividade, o Espaço Sonhus no Lyceu de Goiânia reabre as suas portas, neste mês de março, com uma programação cheia de teatro e música. Hoje (3), ele retoma suas atividades com a peça Tudo “S”erto, comédia estrelada pela atriz Jô de Oliveira, acompanhando, cheio de humor e palhaçadas, um dia infernal na rotina da secretária Brida. Amanhã (4), a Fósforo Cultural apresenta uma edição do projeto LowAmp e, no dia 5, rola uma apresentação do grupo Compasso. Isso é só a primeira semana da programação, que segue por todo o mês.  

“Estamos abrindo as portas, depois de um período difícil, e reformamos tudo, vamos receber o pessoal da forma mais confortável possível. Ficou mais aconchegante, vamos mudar o local da entrada e até oferecer estacionamento para aqui dentro do liceu”, contou Nando Rocha, diretor do Grupo Sonhus Teatro Ritual. Dentre as mudanças, várias parcerias. O café do lado de fora do teatro, o Casa de Chá e Café Qorpo Santo, está com cardápio novo; há o Centrão Estúdio disponível para o ensaio e a gravação de bandas; o projeto de música acústica LowAmp ,da Fósforo e, por fim, uma sala de cinema de bolso, aberta para receber filmes. 

“Convidamos os produtores audiovisuais locais: venham exibir seus filmes, tragam suas produções e mostras pra cá”, convida Nando, oferecendo a sala de 50 lugares que, no momento, está sendo usada apenas para exibições para os alunos do Liceu, mas que deve ser aberta para exibições públicas logo mais, em abril. Sobre o café, ele ressaltou que “está sobre nova direção e com um cardápio especial para receber o público”. Já o Centrão já está funcionando sob a tutela de Gabriel Ramos: “Ele é filho do Papa do Loop Estúdio, que fechou”, explica Rocha. “Passamos para ele, entramos nessa parceria com o espaço, e ele trouxe o próprio equipamento, já está tudo pronto”. Sobre o LowAmp, ele contou que é um projeto antigo da Fósforo que não era realizado há muito tempo: “Deve acontecer de 15 em 15 dias com as bandas de rock fazendo apresentações mais acústicas, íntimas, sabe, além do Palco Vacas Magras e apresentações de grupos musicais, que estão nos procurando”.

Além disso, o Grupo Sonhus se prepara para começar as comemorações dos 20 anos de carreira. Além de apresentar várias peças, eles ainda querem ampliar o número de oficinas e cursos oferecidos pelo espaço, assim como o número de alunos. “Todas as peças que nós vamos apresentar em março para o público e para os alunos da escola são antigas do nosso repertório. Estamos aguardando o Fundo de Cultura para o nosso projeto de 20 anos que vai ocupar vários espaços da cidade, como o Teatro Goiânia. Esse mês já vamos dar um gostinho e retomar a programação”, contou Nando.

“Estamos preparando uma comemoração extensa, com lançamento de livro, exposição na Vila Cultural… depois de ficarmos fechados durante a ocupação, este momento é como o nosso voo da fênix”, brinca Nando. Por causa da ocupação, a nova peça do grupo, chamada 1936, não foi montada. Ela estreou nacionalmente com uma apresentação em São Paulo, em setembro, mas não fez sua estreia aqui. No dia 29 de março, ela será exibida em Goiânia pela primeira vez, mas apenas para os alunos do Liceu. Quando vamos ver essa estreia? “Estamos analisando quando e onde estrear, talvez no teatro Sesc Centro”, disse Nando. “Até lá, os alunos podem aproveitar. É um privilégio deles. Os ensaios continuam, e essa apresentação interna no Liceu vai nos dar um gás, vai preparar a gente para a estreia. Provavelmente, devemos marcar para abril. Ela já está no forno há muito tempo”. completa.

Rumo aos três anos de Espaço Sonhus, Nando Rocha diz estar muito satisfeito com o projeto apesar de todas as dificuldades. São cerca de 200 alunos atendidos e que têm acesso a uma ampla variedade de cursos, além de uma agenda cheia de eventos internos dedicados especialmente para eles. Um dos atendimentos é o projeto Sesta Cultural. A Sesta atende os alunos no horário das 12h30 às 13h20, justamente na hora da sesta, após o almoço. São apresentados filmes, segundas e quartas, no Cine Sonhus. Nas terças, o Grupo Sonhus Teatro Ritual apresenta sempre uma peça do seu repertório. E, nas quintas e sextas, grupos de música, teatro e dança de Goiânia trazem ao teatro espetáculos que circulam pelas casas da cidade. Esses espetáculos são somente para os alunos do Lyceu.    

Além disso, existem as aulas eletivas aulas ministradas por integrantes do EspaçoSonhus, ou por artistas convidados. São aulas elaboradas para os alunos do Lyceu, nas áreas de Cinema, Teatro e Produção Cultural. Ministram as aulas os seguintes professores: Nando Rocha, Pablo Angelino, Jô Oliveira e Lorrana Flores.“Nossa avaliação é muito positiva. E o melhor é como o espaço vem favorecendo o Lyceu de Goiânia. Esse era o nosso objetivo: é um agradecimento ao Lyceu. O Grupo Sonhus nasceu aqui, em 1996, e nós estamos aqui de novo, foi cíclico. É uma honra muito grande poder formar novos alunos, plantarmos a sementinha. Alguns alunos vieram falar para a gente que por causa do teatro aqui dentro da escola; eles decidiram investir em Artes Cênicas ou em carreiras artísticas, isso vale muito para nós”, relata Nando Rocha.

Ele conta que chegou a ter dúvidas: “Lançamos o espaço em um momento difícil para a cultura no Estado. Vários espaços culturais, como Cine Ouro, estavam fechando. Acolhemos muitos artistas e preservamos a arte apesar das adversidades e da fragilidade da situação da cultura e de todos os artistas”. Ele segue dizendo que o espaço, que é um ponto de cultura, não recebe da prefeitura há um ano: “Estamos resistindo sem receber apoio da prefeitura e enfrentamos tempestades que não esperávamos, como a ocupação. Isso nos machucou muito; o Espaço Sonhus foi depredado, chegamos a cogitar abandonar o projeto, chegamos a por na balança se valia a pena ou não continuar”.

Por fim, ele acredita que a presença do grupo teatral no colégio ajudou a dar vida nova para a instituição. “Tem gente que chega aqui e fica surpreso, porque achava que o Liceu tinha fechado, que não funcionava mais (risos). Acho que fazemos parte dessa recuperação do Lyceu de Goiânia, e é importante. É uma escola grande, tradicional e muito antiga. Faz parte da história. Queremos fortalecer a escola e acho que conseguimos”, arremata.

PROGRAMAÇÃO

3/3 e 10/3 – Espetáculo Tudo “S”erto –  20h – Retribuição no Chapéu (ou Quanto Vale o Show?) – Grupo Sonhus Teatro Ritual

4/3 e 31/3 – LowAmp – 20h (Ingresso: R$ 15) – Fósforo Cultural

5/3 e 25/3 – Grupo Compasso – 20h (Ingresso: R$5)

11/3 – Nando Pessoa Canta Caetano – 20h – Retribuição no Chapéu (ou Quanto Vale o Show?) – Grupo Sonhus Teatro Ritual

19/3 – Danilo Verano Trio – 20h (Ingresso: R$ 15)

27/3 – Palco Vacas Magras – 20h

6/3 e 13/3 – Espetáculo Infantil E Aí, Cadê Seu Nariz? – 17h30 (Ingresso: Retribuição no Chapéu ou Quanto Vale o Show?) – Grupo Sonhus Teatro Ritual

18/3 e 20/3 – Alecrim (infantil) – Dia 18 às 15h30 – Dia 20/3 às 17h30 (Ingresso: Retribuição no Chapéu ou Quanto Vale o Show?) – Grupo Sonhus Teatro Ritual  

 

Compartilhe: