Cauby Peixoto admira Luan Santana

Postado em: 15-04-2016 às 06h00
Por: Sheyla Sousa

Em 2014, Cauby Peixoto afirmara: “Canto para não ser esquecido”. Hoje, dois anos depois, ele desconversa, mostra lembrança fraca da forte frase. E muda o discurso: “Canto porque amo cantar, nasci para cantar”. Nesses 60 anos de carreira que comemora ao lado da amiga Ângela Maria em turnê especial, “o reconhecimento do público” é o que faz valer a trajetória, garante o niteroiense de 85 anos. Avesso a Baile de Favela, Wesley Safadão e MC Bin Laden – a turma mainstream do momento –, Cauby conta que escuta só “gente que canta bem”. Na lista? Alcione, Nelson Gonçalves e a própria Ângela Maria. “Artistas que sabem cantar”, reitera. Mas, no meio desses medalhões, ele deixa escapar um sangue novo em entrevista exclusiva ao HT: “Gosto da maneira de ser do Luan Santana. A maneira com que trata os fãs e a sua simpatia”. 

Compartilhe: