A volta dos velhos Novos Baianos

“Podemos ter 100 anos, mas vamos continuar sendo os Novos Baianos”. A frase, de Baby do Brasil, resume a sintonia do grupo

Postado em: 07-09-2016 às 06h00
Por: Redação

“Podemos ter 100 anos, mas vamos continuar sendo os Novos Baianos”. A frase, de Baby do Brasil, resume a sintonia do grupo que, após 17 anos separado, volta a se reunir para a turnê Acabou Chorare – Os Novos Baianos se encontram. Ela se uniu a Pepeu Gomes, Moraes Moreira, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão para apresentações, no último fim de semana, no Rio de Janeiro. Conhecidos nos anos 1970 por sua rebeldia e irreverência, os Baianos agora experimentam uma nova versão de si mesmos – mas mantendo a fidelidade à música. Junto às canções, o grupo conserva ainda sua ideologia. Tendo vivido durante a ditadura, eles hoje repudiam o conservadorismo da sociedade brasileira. A turnê se prepara para correr o País e, segundo eles, há ainda a possibilidade da gravação de um DVD e até de trabalhos novos. “Só temos uma certeza: não ficaremos mais tanto tempo sem nos encontrar” finalizou Baby, em entrevista ao jornal Extra.  

Veja Também