Dia da árvore prepara chegada da primavera

O dia é da árvore, mas quem deve ter responsabilidade sobre sua preservação somos nós, os humanos

Postado em: 21-09-2016 às 06h00
Por: Renato
O dia é da árvore, mas quem deve ter responsabilidade sobre sua preservação somos nós, os humanos

Elisama Ximenes

Hoje é o Dia da Árvore. A época da vida em que o ser humano mais se lembra desta data é durante a primeira fase do ensino fundamental. É neste dia em que a professora propõe aos alunos que desenhem uma árvore bem bonita ou pintem de maneira criativa a que já está desenhada na folha que ela acabou de distribuir pelas carteiras. E, assim, a cultura de valorização do meio ambiente é plantada na mente dos pequenos e pequenas. Quando grandes, isso pode ser esquecido. Para se ter uma ideia, por exemplo, até 2009 quase 1 milhão de km² foidesmatado no Cerrado, que é o bioma que predomina no Estado de Goiás. 
Na cultura, a árvore é tema de música, de filme e protagoniza, inclusive, espetáculos teatrais. A produção cinematográfica The Tree of Life (“A Árvore da Vida”) é um exemplo. Aqui, a árvore é mais uma metáfora para uma história de conflitos e uma produção que brinca com imagens que remetem à origem da vida. Já em The Tree (“A Árvore”), ela é quase que a protagonista. Um casal vive com seus quatro filhos pequenos até que a morte brutal do pai (Aden Young) deixa a família devastada. Cada um deles busca sobreviver ao seu modo. Simone (Morgana Davies), de apenas 8 anos, recusa-se a ficar de luto e prefere subir regularmente na figueira do jardim, onde sente a presença do pai. 
Em Avatar, a árvore é a fonte de toda a vida em Pandora. Para os Na’Vi, comunidade humanoide que vive no planeta, inclusive, consideram-na sagrada. Aqui, no planeta Terra mesmo, ela também é considerada sagrada para algumas culturas. Para os cristãos, a árvore da vida continha a fonte do conhecimento e, portanto, a raiz de todo o pecado da humanidade. Já para os celtas das Ilhas Britânicas, da Península Ibérica e da Bretanha, na França, acreditavam que algumas árvores eram sagradas e, portanto, veneravam-nas. Eles consideravam sagradas: Salgueiro, Sabugueiro, Hera, Azevinho, Carvalho, Macieira, Teixo, Aveleira, Pinheiro, Álamo, Sorveira, Amoreira Silvestre, Giesta, Bétula e o Pilriteiro, também chamado de Espinheiro Branco.
Na mitologia grega, o oráculo de Zeus em Dodona manifestava-se em um Carvalho. O deus cristão e judeu, conta a bíblia, também já apareceu para o profeta Moisés em uma Sarça ardente. Para os budistas, Buda alcançou o nirvana sob uma Figueira. O Baobá, uma das árvores mais antigas do continente africano, é considerada sagrada para as religiões africanas e de matriz africana no Ocidente. Uma curiosidade sobre o Baobá é que seu caule pode armazenar até 120 mil litros de água, além de possuir o tronco mais largo do mundo. Já a
Virola é sagrada para a cultura de uma determinada região da Colômbia, em que os povos acreditam que seu pó promove o encontro com os deuses. E esses são apenas alguns exemplos de espécies consideradas sagradas em todo o mundo. 
Árvore também é canção. “As árvores são fáceis de achar, ficam plantadas no chão”, canta Arnaldo Antunes em As Árvores. A canção é quase como um ode, mas que consegue ser didática sobre as principais características das árvores em forma de poesia. “Mamam do sol pelas folhas e pela terra, também bebem água, cantam no vento e recebem a chuva de galhos abertos”, canta. Do geral, Arnaldo segue cantando sobre a diferença e a diversidade das árvores.
“Há as que dão frutas e as que dão frutos, as de copa larga e as que habitam esquilos, as que chovem depois da chuva, as cabeludas, as mais jovens mudas”. Da diferença, o poeta parte para a igualdade, fazendo comparações com os humanos: “Crescem pra cima como as pessoas, mas nunca se deitam, o céu aceitam, crescem como as pessoas, mas não são soltas nos passos. São maiores, mas ocupam menos espaço”.

O dia
No Brasil, escolheu-se o dia 21 de setembro para homenagear a árvore por ser antevéspera da primavera. Estação em que as árvores recheiam-se de folhas verdes e algumas chegam a florescer. Para a bióloga Kyvia Máximo, é importante se lembrar da árvore, porque “ela possui um papel fundamental na manutenção do equilíbrio natural”. Já o Dia Mundial da Árvore é comemorado em 21 de março e também pode ser chamado de Dia Mundial da Floresta. 
O dia de hoje foi criado para levantar a reflexão a respeito do desmatamento e a preservação dos recursos naturais. “Um desequilíbrio natural aconteceria sem as árvores, visto que elas são fontes primordiais de oxigênio e alimento. Ainda geraria um impacto muito grande no habitat de muitas espécies da fauna”, destaca a bióloga. Além disso, elas são responsáveis por evitar a erosão e melhorar a umidade relativa do ar.
São, também, moradia para diversas espécies de animais, além de fonte de alimento, como mencionado pela bióloga. As árvores podem, inclusive, diminuir a temperatura do ambiente e fornecer sombra tanto para os animais quanto para os humanos. Por isso é fundamental o incentivo à sua preservação e ao reflorestamento. Goiânia, por mais que tenha sido considerada a cidade mais arborizada do Brasil de acordo com o censo do IBGE de 2010, não deve deixar de lado a preservação do que a colocou nesse posto.

Veja Também