Artista plástica goiana homenageia arte indígena

Exposição ‘Cicloramas – Universo Indígena Brasil’ é aberta hoje e ficará aberta ao público até o próximo 25 de novembro

Postado em: 26-10-2016 às 06h00
Por: Redação
Exposição ‘Cicloramas – Universo Indígena Brasil’ é aberta hoje e ficará aberta ao público até o próximo 25 de novembro

Natália Moura

Estreia, hoje(26), a exposição Cicloramas – Universo Indígena Brasil, da artista plástica goiana Rossana Jardimna, na galeria Elementos Móveis e Objetos. A mostra reúne oito pinturas em acrílico e 16 obras em colagem que fazem a releitura de grafismos dos povos Kadiweu, Javaé, Karajá, Asuriní do Xingu e Kayapó-Xikrin do Pará. A curadoria é de Amaury Menezes e o patrocínio é da Lei Municipal de Incentivo à Cultura. 

As peças da exposição são, segundo a artista, uma espécie de homenagem à cultura indígena brasileira. A ideia de produzir a mostra surgiu do livro Grafismo Indígenas, no qual Rossana pode ver a arte das tribos e, a partir delas, fazer uma releitura. Foi assim que as oito pinturas surgiram e, com elas, os cicloramas, que consistem em tiras coladas umas sobre as outras. “Igual cartas de baralho”, conta a artista. 

Continua após a publicidade

Para Rossana, que já trabalhou com os cicloramas na exposição Goiânia Art Déco, em 2014, a Cicloramas – Universo Indígena Brasil é a forma que ela encontrou de valorizar a cultura indígena. “Eu faço um agradecimento aos povos indígenas (com a exposição) pelo que eles deixaram para a humanidade”. A Cicloramas – Universo Indígena Brasil também será exposta em outras cidades goianas e em São Paulo. A entrada gratuita e,e m Goiânia, estará aberta ao público entre os dias 27 de outubro e 25 de novembro.

SERVIÇO:
Expoisção ‘Cicloramas – Universo Indígena Brasil’, da artista Rossana Jardim
Abertura: Hoje (26) 
Visitação: De 27/10 a 25/11 
Horário: Se segunda a sexta, das 9 às 19h, e aos sábados das 9 às 13h
Onde: Elementos Móveis e Objetos – Praça do Cruzeiro, nº 32, Setor Sul – Goiânia
Entrada franca

Veja Também