Procura de donos por tratamento requintado a Pets valoriza o ramo

Falta de tempo é um dos pontos levantado pela clientela na contratação. Serviço pode custar mais de R$ 600 mensais

Postado em: 29-10-2016 às 08h00
Por: Renato
Falta de tempo é um dos pontos levantado pela clientela na contratação. Serviço pode custar mais de R$ 600 mensais

Wilton Morais

O mercado de trabalho nunca foi muito fácil. A necessidade dos diversos profissionais ficarem mais tempo em escritórios é algo que tem atingido diretamente a vida de todos. Dessa forma, os animais considerados membros por diversas famílias acabam necessitando de apoio de um dog walkers e/ou dog sitter. Esses profissionais são capacitados, para passear com o animal e até oferecerem hospedagem quando seus donos precisam realizar uma viagem ou até mesmo dar uma festinha em casa.

Thais Ferreira é dog walker e dog sitter, em Goiânia. Com formação nos Estados Unidos e em São Paulo, quando pesquisou sobre a profissão, a dog walker encontrou uma oportunidade de trabalhar com o que gosta. Apesar de novo o mercado auxilia diretamente no bem estar do animal e dos donos que em geral não possuem tempo para os bichinhos. “Nos pet shops, os animais são colocados em baias, isso os deixa estressados. Aqui os cachorros serão tratados de forma diferenciada, obedecendo a suas particularidades”, disse.

Continua após a publicidade

Thais costuma atender, uma clientela bastante diversificada em termos de raças e personalidades dos bichinhos. “Atendo um West Terrier que só dorme no meu quarto. Já um outro da raça Pinscher de 13 anos é cego e não possui os dentes. Com este tenho que triturar a ração para alimentá-lo. São particularidades que apontam a necessidade de um especialista realizar esse tipo de trabalho. O que é uma paixão para mim”. 

Clientela

Esses animais possuem uma personalidade confiável, amigável, afável, fiel e inteligente. A administradora de empresa Magna Barbosa de Queiroz possui um Golden Retriever. “Tantas qualidades exigem certa atenção ao animal. Meu cachorro sai cinco dias na semana. No inicio, deixava-o com a dog walker, apenas por três vezes na semana. Mas com o tempo percebi que o cachorro estava esperando mais passeios nos demais dias da semana. Foi quando resolvi contratar o serviço pelos cinco dias. No final de semana estamos em casa, então eu mesma realizo os passeios com ele”, afirma a administradora.
 
Magna Barbosa considera que o animal precisa se exercitar e os passeios o deixam mais tranquilo. “O Golden Retriever consome muita energia, cada caminhada deve ser entorno de 40 a 50 minutos. Adquirir esse serviço foi algo essencial, possuo um cachorro que ficou mais sociável”, considera.

Custo

Como todo mercado, o passeio animal possui seus gastos. A administradora Magna Barbosa disse gastar em torno de R$ 500 a R$ 600 mensalmente com o serviço de dog walker e dog sitter. “Não deixa de ser um gasto, porém, o custo beneficio supera esses valores”, afirma.

De acordo com a dog walker, o trabalho proporciona uma renda semanal. “Posso pegar em dinheiro toda semana. Porém, a atividade depende de cada semana, a renda é relativa. Em um mês faturo um valor, no outro mês, esse lucro pode ser diferente. Mas cada cachorro pode oferecer um lucro de até R$ 800 mensais”, considera.  Se o valor parece caro para a população de baixa renda, Thais aponta que nos condomínios onde costuma realizar o trabalho, os donos de cachorros gastam o que for preciso para garantir o bem estar dos bichos. “Vai do amor de cada pessoa”.

Veja Também