Doces ou travessuras? Halloween é comemorado nesta segunda

Apesar de pouco comum no Brasil, a data não passa em branco por aqui

Postado em: 31-10-2016 às 06h00
Por: Redação
Apesar de pouco comum no Brasil, a data não passa em branco por aqui

Natália Moura

Mesmo não comemorado no Brasil, o Halloween é um feriado conhecido internacionalmente graças à difusão feita pela cultura estadunidense em filmes e seriados. Muito além de fantasias e histórias de terror, a data carrega junto a si uma longa trajetória. Antes de ser como nós a conhecemos, a tradição passou por diferentes povos e culturas. Primeiro deles, o povo Celta acreditava que no Samhain (data em que eles comemoravam o ano novo), espíritos ruins vinham para a Terra e aterrorizavam os vivos. Como uma maneira de proteção, os antigos habitantes do oeste da Europa se vestiam como mortos e decoravam suas casas com ossos, sangue e objetos assustadores para despistar as más entidades que os perseguiam. 

Após a extinção dos Celtas, a noite de 31 de outubro continuou a estar no imaginário dos europeus e a ser uma data macabra. Na idade média, com a expansão do Cristianismo, a comemoração foi incorporada aos costumes cristãos. Como o dia 1° de novembro é o Dia de Todos os Santos para Igreja Católica, o dia anterior passou a ser chamado de All Hallow’s Eve (véspera do Dia de Todos os Santos) e, mais tarde, Halloween. Também foi a Igreja Católica que iniciou o processo de perseguição a quem comemorava o Halloween, a famosa “caça às bruxas”. Os irlandeses foram os responsáveis por expandir a tradição em todo o Reino Unido que, depois, levou a colonização para os países de língua inglesa: Estados Unidos, Canadá, Austrália, etc. 

Continua após a publicidade

É dos EUA o título de “difusor do Halloween pelo mundo”, e é claro que, em 2500 anos de história, as tradições mudaram. Atualmente, crianças saem fantasiadas – não só de monstros, mas de super- heróis e celebridades – e pedem doces nas casas da vizinhança : “Trick or treat?” (“Doces ou travessuras?”). Aqui no Brasil, a comemoração fica por conta de festas, fantasias, maquiagens assustadoras, séries e filmes de terror. Como a data caiu na segunda-feira, as festas ocorreram no último fim de semana, mas as inspirações e outras opções de programas estão aí e merecem ser  testadas. 

Para quem curte maquiagem e está a fim de testar novos tipos em comemoração ao Halloween os maquiadores artísticos goianos Randresson e Kim Santiago, terceiro lugar nacional em maquiagem artística pela revista Cabelo&Cia, contam que as maquiagens mais pedidas no Halloween são caveira mexicana, para mulheres, e esqueleto e vampiro para homens. Eles trabalham no Paulus Cabeleireiros, em Goiânia, e são muito procurados para esse tipo de maquiagem. As tintas utilizadas por eles são especiais para pele: a mais comum é W Veríssimo, maquiagem nacional (encontradas em lojas de fantasias na Capital) e, para os mais exigentes, a a importada – como a Kryolan. 

As series americanas The Walking Dead e American Horror Story, da Fox; Supernatural, da The CW; Stranger Things e Black Mirror, da Netflix; a francesa Les Revenants, da SundaceTV, e a brasileira Supermarx, da Globo, são uma boa pedida para quem quer curtir uma história de terror em comemoração à data. Além disso, Scream (MTV), Blac­k-ish (ABC) e Fuller House (Netflix) lançarão episódios especiais de Halloween. Para quem gosta de cinema estão em cartaz os longas de terror Ouija (2016) e Satânico (2016). Confira, a seguir, uma sinopse das dicas de séries que o Essência separou.

The Walking Dead – Para quem curte histórias de zumbi, TWD é a opção certeira. Centrada em Rick Grimes, um oficial de polícia de uma cidade no Estado da Geórgia (EUA), a série acompanha a trajetória de sua família e de outros sobreviventes que se uniram para manterem-se vivos depois que o mundo foi infestado por zumbis. A serie está na sétima sua temporada. 

American Horror Story – A serie do Fox, a cada temporada, conta uma nova história centrada em um tema – já foram casa mal assombrada (Murder House), extraterrestres em um manicômio (Asylum), bruxaria (Coven), aberrações (Freak Show), um enigmático hotel (Hotel), e a atual temporada Roanoke, que gira entorno de crianças – e com praticamente todo o elenco da temporada anterior interpretando novos e completamente diferentes personagens.

Supernatural – A trama  conta a história dos irmãos Winchester. Desde pequeno, Sam Winchester (Jared Padalecki) tentava escapar do próprio passado. Após a misteriosa morte de Mary (Samantha Smith), o pai de Sam passou a procurar vingança contra as forças do mal, que mataram a esposa, destruindo qualquer ser maligno que cruzasse seu caminho. Ao contrário de Sam, Dean (Jensen Ackles), irmão mais velho, sempre quis seguir os passos do pai. Sam está determinado a se livrar do ‘negócio da família’, mas sua vida está prestes a tomar os rumos que ele não desejava, quando ele fica sem escolhas, a não ser unir-se ao irmão. A série possui 12 temporadas.

Stranger Things – O sucesso da Netflix estreou neste ano e já tem milhões de fãs mundo afora. Ambientada em Montauk, Long Island (EUA), a serie conta a história de um garoto que desaparece misteriosamente. Enquanto a polícia, a família e os amigos procuram respostas, eles acabam mergulhando em um extraordinário mistério, envolvendo um experimento secreto do governo, forças sobrenaturais e uma garotinha muito, muito estranha.

Black Mirror – Com episódios independentes, a serie dá o que falar.  Nela, uma espécie de híbrido entre The Twilight Zone e Tales of the Unexpected, Black Mirror explora sensações do mal-estar contemporâneo. Cada episódio conta uma história diferente, traçando uma antologia que mostra o lado negro da vida atrelada à tecnologia. A série acaba de lançar sua terceira temporada.

Les Revenants – A serie francesa conta a história de uma pequena cidade à beira das montanhas, na França, palco de uma situação inusitada: alguns moradores locais, que estavam mortos já há alguns anos, começam a reaparecer em suas casas, em forma humana, sem terem envelhecido, e completamente inconscientes de sua própria fatalidade. Determinados a retomarem suas vidas, aos poucos eles começam a notar que não foram os únicos a retornarem do mundo dos mortos. A comunidade, então, se vê atormentada não só pela volta destes cidadãos, mas também por uma série de assassinatos grotescos que começa a ocorrer, seguindo os moldes de um serial killer do passado. A série possui duas temporadas.

Supermarx – Na trama brasileira, 12 pessoas são trancadas sozinhas, em um presídio de segurança máxima na selva amazônica, como parte de um reality show com prêmio de dois milhões de reais. Depois de pouco tempo de confinamento, entretanto, eles perdem o contato com a produção do programa, e as condições de vida no presídio se deterioram. Aquilo faria parte do desafio ou algo deu errado? Os participantes não sabem em quem podem confiar, pois pouco a pouco os segredos de cada um vão vindo à tona: fantasmas do passado podem colocar tudo a perder.

Veja Também