Escritor José Mendonça Teles morre aos 82 anos em Goiânia

O poeta e historiador estava internado há uma semana no Hospital do Rim, em Goiânia, para se tratar de uma broncopneumonia

Postado em: 29-04-2018 às 12h15
Por: Márcio Souza
O poeta e historiador estava internado há uma semana no Hospital do Rim, em Goiânia, para se tratar de uma broncopneumonia

Morreu na noite de sábado (28) o escritor José Mendonça Teles morreu na noite deste sábado
(28), aos 82 anos. O poeta e historiador estava internado há uma semana no Hospital do Rim, em
Goiânia, para se tratar de uma broncopneumonia. 

Filho de João Alves Teles e Celuta Mendonça Teles, o escritor nasceu em 1936, em Hidrolândia, e é irmão do também escritor e professor Gilberto
Mendonça Teles.

Continua após a publicidade

José Mendonça Teles deixa 33 livros
relacionados com a cultura goiana, entre eles ‘Vida e Obra de Silva e Souza’,
‘A Imprensa Matutina’, ‘General Curado – Estudo Biográfico’, ‘A Cidade do Ócio’
e ‘Dicionário do Escritor Goiano’.

Bacharel em Direito pela Universidade Católica de Goiás
(hoje PUC), onde lecionou por mais de três décadas, em 2003 o título de Doutor
Honoris Causa. Também presidiu por muitos anos o Instituto Histórico e
Geográfico de Goiás e a Academia Goiana de Letras, além de ter atuado como
secretário de Cultura de Goiânia e presidente do Conselho Estadual de Cultura de
Goiás.

O talento do goiano José Mendonça foi reconhecido pelas mais
importantes instituições culturais do Brasil, recebendo inúmeras condecorações
e medalhas, entre elas a Medalha João Ribeiro, da Academia Brasileira de
Letras. 

O escritor deixa as filhas Alessandra e Geovana, seis netos
e um bisneto. Mas também deixa 7 milhões de goianos que reverenciam e admiram
sua obra e legado para a cultura do nosso Estado.

Em nota, o governador José Eliton lamentou o falecimento do escritor: José Mendonça Teles deixa um incontestável legado cultural para Goiás e para o Brasil. Foi essencial e pioneiro no importantíssimo trabalho de resgate histórico da memória goiana, presenteando nosso povo com registros perpétuos de nossa história. Homem de virtudes ímpares, poeta, historiador, jornalista, escritor e um incansável defensor das nossas riquezas”.

José Eliton finaliza dizendo que “hoje e eternamente, José Mendonça Teles é e sempre será a
referência na cultura e literatura de Goiás”. 

 

Veja Também