Prato típico do Nordeste conquista vários cantos do Brasil

O tradicional é feito de mandioca com carne seca. Porém já ganhou tantas variações que não é de estranhar achar misturas ousadas e cada vez mais deliciosas

Postado em: 05-05-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
O tradicional é feito de mandioca com carne seca. Porém já ganhou tantas variações que não é de estranhar achar misturas ousadas e cada vez mais deliciosas

FERNANDO DANTAS ESPECIAL PARA O HOJE 

Continua após a publicidade

Esse prato se popularizou no Nordeste, mas logo conquistou a gastronomia nos diferentes cantos do País. Seja feito de mandioca, abóbora ou batata e misturado com carne seca, frango e até peixe, o escondidinho tem lugar garantido na mesa dos brasileiros, especialmente do goiano. 

É realmente uma mistura de sabores e de surpresas. Isso porque a receita surgiu como esconde-esconde, onde o recheio fica ali, entre camadas de purê. O tradicional é feito de mandioca com carne seca. Porém já ganhou tantas variações que não é de estranhar achar misturas ousadas e cada vez mais deliciosas.

A edição deste ano do concurso Comida di Buteco, que vai eleger o Melhor Boteco de Goiás, traz três receitas de escondidinho. Cada uma com sua particularidade. O Tapera do Paim, que fica em Aparecida de Goiânia (GO), criou o Escondidinho D’Kará. Segundo uma das proprietárias do estabelecimento, Renícia Ribeiro, o prato foi elaborado por causa da abundância de cará na região. “Decidimos usar o legume, que é bem tradicional na culinária goiana, porém pouco, ou quase nada, explorado por botecos e bares”, ressalta. Já o recheio é simples, de carne moída mesmo, e queijo muçarela. 

Já o Caranha na Brasa, de Goiânia (GO), inovou e fez o escondidinho de…caranha, é claro. De acordo com o proprietário do boteco, Tadeu de Jesus Silva, a ideia era exatamente aproveitar o carro-chefe do bar no petisco concorrente do Comida di Buteco. Ele lembra que a caranha, que recheia o prato, é sem espinho e assada na brasa e desfiada. Além disso, são acrescentados na receita mandioca (purê), leite de coco e queijo parmesão. 

No Costela e Cia, também da Capital, o principal item do cardápio virou o ingrediente do prato que concorre no concurso deste ano. Trata-se do Mocosado Costela ao Bafo. O nome já diz muita coisa do prato. O purê é tradicional, de mandioca. Mas o recheio é extremamente saboroso. É a mistura de costela assada e cortada em cubos, queijo minas ou frescal, tomates, cheiro verde, palmito, azeitonas e até milho verde. Que tal conhecer a receita desse prato?! 

Mocosado Costela ao Bafo (Rende uma porção) 

Ingredientes (quantidade e tipo) 

Purê

300g de mandioca cozida, passada no processador

2 colheres (chá) de margarina

200ml de leite

Cobertura

200g de queijo curado

Recheio

300g de costela assada e cortada em cubos

100g de queijo Minas ou frescal

2 tomates picados em cubos sem pele e sementes

2 colheres (chá) cheiro verde a gosto (coentro, salsa, cebolinha)

2 dentes de alho moído

1 cebola picada

2 colheres de sopa de margarina

molho de pimenta de cheiro

3 colheres (sopa) de molho de tomate pronto

1/2 xícara (chá) de palmito

1/2 xícara (chá) milho verde

1/2 xícara (chá) azeitona sem caroço 

Modo de preparo (atividade e tempo) 

Purê de mandioca

Em uma panela, colocar a manteiga, sal, mandioca e leite. Depois de bem misturado, deixar reservado.

Recheio

Em uma panela, colocar a costela cozida cortada em cubos, dente de alho, tomate, cebola, cheiro verde, pimenta, milho verde, azeitonas, palmito e refogar bem em fogo médio (não colocar sal).

Montagem

Untar a forma. Depois, acrescentar por cima o purê, o queijo Minas em cubos e o recheio, cobrir com o restante do purê e polvilhar com queijo minas curado.

Levar ao forno em fogo baixo por, aproximadamente, por 15 minutos. 

Veja Também