Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Goiás: O Coração do Brasil

Websérie produzida por dois viajantes e contemplada pela Lei Paulo Gustavo, revela destinos intocados e histórias fascinantes do Estado

Postado em: 11-07-2024 às 07h00
Por: Leticia Leite
Imagem Ilustrando a Notícia: Goiás: O Coração do Brasil
Mambaí, conhecida como a ‘farmácia do Cerrado’. O destino oferece uma experiência com suas plantas medicinais e fervedouros | Foto: Divulgação

Goiás é um destino completo, cheio de belezas naturais, história fascinantes, cultura e ainda possui  lugares poucos explorados. Com o objetivo de desbravar o Cerrado brasileiro e mergulhar no patrimônio natural e humano do interior do Estado, dois viajantes visitaram seis destinos que integram três das 12 regiões turísticas do Mapa do Turismo Goiás: Região da Chapada das Emas, Serranópolis e Chapadão do Céu; Região Pegadas do Cerrado, Caiapônia e Paraúna e Região Terra Ronca, Mambaí e Terra Ronca.

A jornada de Richard Oliveira Silva e Lanna Sanches Dogo resultou na websérie ‘Goiás: O Coração do Brasil’, de seis episódios, já disponível no canal ‘Vida de Mochila’ no (youtube.com). Um projeto de fomento ao turismo goiano contemplado pela Lei Paulo Gustavo do governo federal, operacionalizada pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Cultura.

“Como goiano, quis entrar mais em contato com o meu Estado. Viajo há mais de 7 anos e como passo um tempo sem vir para cá, montei esse projeto para mostrar mais para as pessoas o Estado, mas também me conectar mais com minhas raízes. Apesar de ter viajado para muitos destinos de Goiás, conhecia os destinos mais clássicos e queria conhecer e retratar algo novo”, ressalta Richard.

Continua após a publicidade

A produção cinematográfica não é apenas uma viagem visual, mas um convite para cada um conhecer e valorizar as riquezas do estado de Goiás. Cada episódio é uma porta de entrada para lugares mágicos e histórias que merecem ser contadas e, mais que isso, vividas. 

“Para quem ainda não assistiu, pode esperar se surpreender com lugares lindíssimos recheados de histórias. Seja ver as gravuras e pinturas rupestres em Serranópolis, encontrar tantos animais solto na Chapada das Emas, cachoeiras impressionantes em Caiapônia, o misticismo e vinícola de Paraúna, até o Poço Azul cristalino de Mambaí e a experiência de percorrer quilômetros dentro de caverna na Terra Ronca… Fizemos imagens aéreas de todos os destinos com muito carinho porque são ângulos e perspectivas novas do estado que nem todo mundo vê com frequência”, continua. 

Com o intuito de mostrar lugares diferentes da rota turística convencional, ter contato direto com culturas e pessoas dos lugares. O casal destaca que tiveram a proposta de mostrar o tanto de belezas e riquezas que Goiás possui. “Mais que saber sobre esses destinos, a nossa proposta é que as pessoas visitem esses lugares também”, destacam. Na descrição de cada vídeo produzido eles ainda adicionaram uma lista com lugares para se hospedar, onde comer, e até telefones úteis.

Sobre os desafios durante o percurso, Richard explica que como em algumas regiões o turismo está se desenvolvendo, por vezes acabaram encontrando dificuldades para percorrer algumas trilhas que estavam com a mata fechada por falta de fluxo de pessoas. “Porém, como contratamos guias, não tivemos grandes perrengues nesse sentido. A vantagem é que por mais que os lugares sejam incríveis, não encontramos ninguém e podíamos aproveitar os lugares com tempo, calma e tranquilidade”. 

O viajante conta que durante a viagem também foram surpreendidos por um ataque de abelhas. “Quando estávamos em uma das trilhas, que estava há algum tempo sem receber turistas, fomos atacados por um enxame de abelhas africanizadas. Tomamos muitas picadas, na cabeça e nos braços. O nosso guia e nós fomos pegos de surpresa, mas ninguém tinha alergia, então desviamos a trilha e fomos para outro lado”, tranquiliza.

Episódios da Websérie

Serranópolis: O sítio arqueológico da cidade de 12 mil anos atrás, encanta com suas pinturas rupestres bem conservadas, cachoeiras de águas cristalinas e abrigos de pedras. O material é enriquecido com depoimentos do guia e geógrafo Élio Amorim e Alcione, uma artesã do Galpão de Cultura que ensina o artesanato de capim do brejo.

Chapadão do Céu: No Parque Nacional da Chapada das Emas, uma das últimas e maiores áreas remanescentes de Cerrado intocado no Brasil, o episódio mostra um safári emocionante e o fenômeno único da bioluminescência das larvas de vaga-lume. O guia Aluísio Cabral, turismólogo e funcionário do parque, compartilha sua história e a importância da preservação do Cerrado.

Caiapônia: Conhecida por suas cachoeiras gigantes, como a São Domingos, que tem 96m de altura, e também as mais tranquilas e cristalinas, como a Santa Helena. Depoimentos de guias e moradores dão dicas valiosas do local, que tem tudo para ser a nova joia do ecoturismo goiano.

Paraúna: O misticismo e as formações rochosas do Parque Estadual de Paraúna, como a Serra das Galés e a Ponte de Pedra, surpreende quem visita. O material traz ainda um tour pela vinícola Serra das Galés, combinando ecoturismo com narrativas culturais.

Mambaí: Conhecida como a ‘farmácia do Cerrado’. O destino oferece uma experiência com suas plantas medicinais e fervedouros. O episódio destaca a importância da preservação ambiental, a tradição local de uso de plantas medicinais, travessia de cavernas, um lindo poço azul para banho e cachoeiras inimagináveis.

São Domingos (Terra Ronca): O maior complexo de cavernas da América Latina, o Parque Estadual da Terra Ronca, com suas mais de 100 grutas e cavernas catalogadas, e as lendas da região, transformando em um patrimônio não só ambiental, mas também cultural.

Vida de Mochila

Criado em 2014, o canal Vida de Mochila nasceu com o objetivo de inspirar e apoiar pessoas a viajarem de maneira transformadora. O canal promove a ideia de repensar o estilo de vida e se conectar profundamente com as histórias das comunidades locais. Richard Oliveira Silva e Lanna Sanches Dogo incentivam seus seguidores a saírem das rotas turísticas tradicionais para desbravar o novo, conhecendo novas formas de viver e enxergar a vida. Através de suas viagens, eles mostram como é possível ter experiências enriquecedoras em contato direto com as culturas e as pessoas dos lugares que visitam, promovendo um turismo mais consciente e significativo.

Veja Também