Artesanato goiano feito com palha de milho e fibra de bananeira é reconhecido internacionalmente

Postado em: 18-04-2021 às 12h45
“Nosso artesanato não perde para o de lugar nenhum”, diz a artesã Fatinha de Olhos d’Água | Foto: Léo Iron

Da redação

A artesã goiana Fátima Dutra Bastos, popularmente conhecida como Fatinha de Olhos d’Água, falou sobre a importância do artesanato na própria trajetória pessoal e profissional. Em entrevista publicada no canal da Secretaria da Retomada no YouTube, ela apresenta parte do trabalho que a tornou famosa nacional e internacionalmente: as imagens sacras feitas com palha de milho e fibra de bananeira.

Fatinha nasceu e vive em Olhos D’água, distrito de Alexânia (GO), local conhecido como a capital do artesanato goiano. A produção artesanal do local atrai milhares de turistas ao lugarejo, que fica no meio do caminho entre Goiânia e Brasília. 

No vídeo, a artesã conta sobre o ofício iniciado como brincadeira na infância, para confeccionar suas próprias bonecas, que agora têm forma de santas.

As madonas criadas por Fatinha variam da tonalidade crua da palha seca a versões coloridas a partir da própria diferenciação de cor do milho que ela mesma planta. A beleza singular das imagens fez com que uma delas se tornasse presente ao papa Francisco. 

Ao falar de sua arte, a artesã acaba por enaltecer a produção artesanal goiana como um todo, que segundo ela, ainda resguarda traços autênticos de “artesanato raiz”. “Nosso artesanato não perde para o de lugar nenhum”, afirma Fatinha. 

A artesã ressalta ainda que a criação do Selo do Artesanato Goiano, instituído pelo governador Ronaldo Caiado, trará valorização aos artesãos. “Acho que dá uma referência, um certo orgulho de ser artesão goiano”, diz.

Além de Fatinha, Juão de Fibra, Maria Helena e Caubi Felipe também receberam, das mãos da coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), primeira-dama Gracinha Caiado, o Selo do Artesanato Goiano, em cerimônia realizada no auditório do Rio Quente Resorts & Parques, em Rio Quente, no dia 24 de novembro de 2020.

 

Por: Carlos Nathan Sampaio
Compartilhe: