8 problemas graves do Brasil, segundo brasileiros

Entrevista com mais de dois mil brasileiros, feita pela CNI, coloca corrupção, drogas e violência no topo da lista

Postado em: 14-02-2016 às 00h00
Por: Redação
Entrevista com mais de dois mil brasileiros, feita pela CNI, coloca corrupção, drogas e violência no topo da lista

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) entrevistou mais de duas mil pessoas em 143 municípios entre os dias 4 e 7 de dezembro de 2015. Cada uma podia apontar até três problemas que considerava extremamente grave. Considerando essas questões, podiam indicar ainda as três principais prioridades para o país em 2016. 

O resultado da enquete foi divulgado esta semana e a corrupção foi apontada como o principal problema do país atualmente, na opinião dos entrevistados. Na pesquisa feita em 2014, ficava em 3º lugar, atrás de drogas e violência. Na última pesquisa, foi citada por 65% das pessoas. E entre as prioridades para 2016, aparece em 3º lugar.

As drogas aparecerem na segunda posição. Desde 2012 o item aparecia em 1º lugar entre os temas mais graves. Neste ano foi superada, mas se manteve entre as questões que tiram o sono dos brasileiros. Um total de 61% dos entrevistados a citou. Quando perguntados sobre as prioridades, surge como a 9ª do ranking.

Continua após a publicidade

Em 3ª posição na lista, a violência foi citada por 57% dos brasileiros como um problema extremamente grave. A questão é apresentada como a 6ª prioridade.

Lentidão da justiça/impunidade é o quarto tema que está preocupando mais do que em anos anteriores. Em 2014, aparecia em 6º lugar. Nesta última pesquisa, subiu duas posições, citado por 51% das pessoas.  

A situação da saúde no país apareceu como o 5º maior problema – citada por 50% dos entrevistados. No entanto, sua melhoria é a prioridade número 1 na opinião da população desde que a pesquisa passou a ser feita, há quatro anos.

No primeiro ano da pesquisa, em 2012, a inflação aparecia em 16º lugar no ranking de problemas. Desde 2014 passou a figurar entre os principais. Na pesquisa atual, ficou em 6º, sendo citada por 46% das pessoas. A pesquisa mostra que os brasileiros esperam do governo medidas para controlar a inflação. É a 2ª principal prioridade para 2016. Dois anos atrás ficava em 9º lugar. 

Desemprego e impostos fecham lista 

O desemprego empata com a inflação no percentual de brasileiros que a citam como principal problema (46%). A pesquisa mostra que os brasileiros estão cada vez mais preocupados com o desemprego. 

A posição no ranking subiu de 11º para 6º. A promoção da geração de empregos surge como a 3ª prioridade para 2016. Em 2015, aparecia em 9ª.

Para 45% das pessoas, a carga tributária é um problema extremamente grave do país. Na pesquisa anterior, era o 7º principal problema. A redução de impostos figura como a 6ª prioridade para 2016. 

Veja Também