Grandes embalagens, muita economia

Uma pesquisa da Nielsen indicou aumento de 60% sobre a importância da embalagem econômica nas vendas nos supermercados

Postado em: 12-09-2016 às 06h00
Por: Renato
Uma pesquisa da Nielsen indicou aumento de 60% sobre a importância da embalagem econômica nas vendas nos supermercados

Da redação

A atual situação econômica do Brasil mudou o hábito de consumo de muitos brasileiros, que hoje optam por comprar embalagens maiores em virtude do custo-benefício. Assim, escolher embalagens de tamanhos maiores, que apresentem preço reduzido proporcionalmente, tem sido mais vantajoso ao orçamento familiar. 
É isso que afirma Karina Tenório, diretora comercial da Rede de Supermercados Bretas. “Nossos clientes estão mudando os hábitos de compras. Como o orçamento está mais restrito, eles voltaram a fazer compras de mês, diminuindo a frequência de visitas. Eles estão procurando, também, opções que lhes garantam economia nos seus itens de consumo, o que faz das embalagens econômicas uma excelente opção de compra,” explica.
Apenas no primeiro semestre de 2016, esses itens apresentaram um crescimento de vendas 30% sobre o mesmo período do ano passado e aumentaram a participação nas vendas de 2,7 para 5% das vendas totais da empresa.
Uma pesquisa da Nielsen indicou que houve aumentou em 60% a importância da embalagem econômica nas vendas em supermercados.

Exemplo de economia
O Bretas oferece cerca de mil itens de embalagem econômica nas lojas. Por exemplo, a margarina de um quilo representa uma economia de mais de 5% sobre a embalagem tradicional; embalagens de sabão em pó de três quilos saem mais em conta em 10%.
A aposentada Teresinha Cristina, gosta de comprar as embalagens econômicas para aproveitar o preço. “É bom que gasto um pouco mais em um mês, mas armazeno para o outro, assim, consigo economizar nas compras mensais para a casa e sempre tenho o produto em casa”, pontua.
Ela gosta de comprar produtos de limpeza e de higiene pessoal. “O prazo de validade sempre é longo e não há risco de estragar.”

Veja Também