Incubadora terá Projeto em São Miguel

Postado em: 03-05-2021 às 08h53
A parceria integra o projeto Coopera Goiás, firmado entre as partes em 1º de dezembro de 2020 | Foto: Reprodução

O município de São Miguel do Passa Quatro receberá o projeto-piloto da Incubacoop, estrutura aceleradora e incubadora de cooperativas, que tem por objetivo estimular e apoiar a cultura cooperativista no município como fator de geração de emprego e renda, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social local, de modo a torná-lo referência em empreendedorismo, cidadania e negócios sustentáveis. Para isso, foi assinado nesta semana um protocolo de intenções pelo presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira;  pelo representante da Secretaria de Estado da Retomada, Rafael Rézio; e pelo prefeito Gilmar Pereira de Souza, acompanhado da primeira-dama, Terezinha de Souza, e secretários municipais da Indústria e Comércio, Agricultura e Meio Ambiente.

A parceria integra o projeto Coopera Goiás, firmado entre as partes em 1º de dezembro de 2020. Segundo o presidente do Sistema OCB/GO, Luís Alberto Pereira, o projeto-piloto do Incubacoop, no município de São Miguel do Passa Quatro, representa o início das ações práticas visando a criação de novas cooperativas em Goiás. “Até agora, estávamos formatando o projeto e estabelecendo parcerias. De agora em diante, vamos começar o desenvolvimento, propriamente dito, das etapas previstas e observar os pontos a serem melhorados”, explica.

A parceria com São Miguel do Passa Quatro começou com a intermediação do deputado estadual Virmondes Cruvinel (Cidadania). No início do ano, ele convidou integrantes do Sistema OCB/GO para uma reunião virtual com a primeira-dama do município, ocasião em que ela solicitou o apoio da entidade para propor ações ligadas ao cooperativismo que pudessem alavancar a atividade econômica do município. Após alguns meses de estudo, o corpo técnico do sistema OCB/GO concluiu que o projeto de incubadora e aceleradora de cooperativas (Incubacoop) é o que melhor se encaixa no contexto.

O Sistema OCB/GO já vinha desenhando um projeto que atendesse ao Governo do Estado para a realização de ações no programa Coopera Goiás, parceria firmada em dezembro do ano passado com a Secretaria Estadual da Retomada, para promover e acelerar a recuperação econômica de Goiás.  Terão prioridade as regiões mais afetadas e os setores mais vulneráveis. Nesse sentido, quatro protocolos de intenções foram assinados à época pelo presidente do Sistema OCB/GO e pelo governador Ronaldo Caiado.

O Sistema OCB/GO vai propor também parceria com o Sebrae, para contribuir com estudos de mercado, cursos e ações conjuntas de mobilização e capacitação.  Os primeiros passos previstos para a realização do projeto Incubacoop vão partir de um trabalho para identificar quais são os nichos de produção mais promissores: agrícola, artesanato, reciclagem de resíduos sólidos, por exemplo, apresentando aos grupos produtivos a alternativa cooperativista. Em seguida,  o projeto prevê a organização das  lideranças e potenciais cooperados para a disseminação de conhecimento e incentivo; promoção de rodadas de reuniões para elaborar um plano de negócios e prospectar a viabilidade do projeto; realização de assembleia para a constituição da cooperativa, observando a legalidade, transparência e organização; promover cursos intensivos de capacitação de dirigentes e empregados sobre gestão e governança,  até chegar à fase de mentoria, quando se  faz  o acompanhamento do desenvolvimento do negócio e o aprimoramento da cooperativa, até que ela se torne sustentável.

O prefeito Gilmar Pereira agradeceu o apoio do Sistema OCB/GO, afirmando sua confiança no projeto. “No que depender de mim, dos meus secretários e da primeira-dama, essa parceria vai acontecer.” Terezinha de Souza, por sua vez, diz estar confiante na criação de cooperativas no município. “Temos muitas coisas boas que podem aumentar a renda da agricultura familiar e estamos com nossos secretários todos à disposição.  Um time completo para seguir adiante com esses projetos”, assegura.

Por: Raphael Bezerra
Compartilhe: