Conceito e real importância dos remédios manipulados

Os medicamentos manipulados podem ser oferecidos em diversas formas e tipos de produto

Postado em: 17-07-2021 às 15h00
Por: Victoria Lacerda
Os medicamentos manipulados podem ser oferecidos em diversas formas e tipos de produto | Foto: Reprodução

O medicamento manipulado tem como principal característica a preparação personalizada para um determinado paciente que apresenta a prescrição realizada por profissional habilitado. As dosagens são especialmente individualizadas conforme a necessidade terapêutica do paciente com quantidade apropriada para uma terapêutica eficaz e sem desperdícios

É muito comum que, ao realizar tratamentos específicos, alguns pacientes lidem com a necessidade de ingerir ou aplicar medicamentos manipulados, recomendados e compostos pelas doses repassadas pelo médico especialista. Porém, além de ainda causar desconfiança para algumas pessoas, há algumas dúvidas que rondam os remédios manipulados, como: qual o melhor local de manipulação, como realizar o serviço e se há necessidade real do processo. Para ajudar a desmistificar os remédios manipulados, quebrar estereótipos e te ajudar a entender melhor, separamos informações essenciais para a hora da manipulação, ajudando no tratamento completo e seguro recomendado.

Os remédios manipulados diferem dos industriais pela forma de fabricação. O remédio industrializado é fabricado em grande escala, oferecendo maior quantidade de frascos para as farmácias e representantes oficiais. Por outro lado, o remédio manipulado é fabricado de acordo com as necessidades do paciente, elaborado de forma artesanal pelo próprio farmacêutico a partir da receita prescrita anteriormente.

Continua após a publicidade

Os benefícios dos medicamentos manipulados não se restringem apenas a doses personalizadas, mas também na forma farmacêutica adequada que pode ser em cápsula com cores diferentes ou incolores, sachês, gotas, cremes, géis, pomadas e outros. Com essa variedade, é possível manipular desde medicamentos orais até substâncias para tratamento de pele, além de oferecer a possibilidade de optar pela ingestão do medicamento em outras formas que vão além do remédio em pílulas.

Para uma boa manipulação, vale lembrar que é preciso buscar farmácias de manipulação renomadas no mercado, que oferecem possibilidades adequadas de acordo com as necessidades do consumidor.

A aplicação do Controle de Qualidade nos produtos manipulados justifica-se pelo resultado final. Tal procedimento envolve não só a checagem quanto a procedência da matéria-prima utilizada, mas, também, as análises referentes ao teor de princípio ativo liberado por estes medicamentos e a verificação de impurezas químicas e biológicas, melhorando a segurança e a qualidade dos medicamentos manipulados. O controle de qualidade não é um custo a mais e, sim, um diferencial, uma necessidade para garantir um medicamento de qualidade ao cliente.

“Todos nós da Farmácia Artesanal temos uma responsabilidade com as pessoas, elas estão preocupadas com a saúde, prevenção e bem estar. Todas elas estão mais preocupadas em se proteger. Por consequência, os medicamentos manipulados têm sido extremamente valorizados não só por elas mas por grande parte dos profissionais da saúde, seguimos à risca os prontuários médicos”, aponta Evandro Tokarski, CEO da Artesanal.

A partir do sonho de criar um ambiente personalizado para oferecer medicamentos e produtos cuidadosamente manipulados e uma experiência única para os clientes, a primeira unidade da Farmácia Artesanal foi aberta em Goiânia em 1981. Atualmente, a Artesanal é líder de mercado, sendo uma das maiores no segmento magistral das Américas e, mesmo em um cenário de incertezas, vive um momento positivo e de expansão. Nos últimos 4 anos investiu mais de R$ 12 milhões e anunciou a abertura de 200 novas lojas pelo país até 2025. Atualmente a empresa tem 21 lojas próprias em Goiânia, Anápolis e Belo Horizonte (MG) e outras 32 franqueadas espalhadas pelo interior do Estado, em Minas Gerais, Pará e Mato Grosso.

Veja Também