Inflação de outubro tem previsão de ser a mais alta para o mês desde 1995

Com taxa de 3,91%, a energia elétrica teve o maior impacto individual (0,19) no mês de outubro.

Postado em: 26-10-2021 às 18h09
Por: Alice Orth
Com taxa de 3,91%, a energia elétrica teve o maior impacto individual (0,19) no mês de outubro. | Foto: Reprodução

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), cujo cálculo é considerado uma prévia da inflação, ficou em 1,2% em outubro. O valor foi 0,06 ponto percentual acima da taxa de setembro (1,14%). Os dados foram divulgados nesta terça-feira (26/10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esta é a maior variação da taxa durante o mês de outubro desde 1995. Na época, o índice chegou a 1,34%. Esta também é a maior variação mensal desde fevereiro de 2016, quando marcou 1,42%.

A bandeira tarifária adotada durante a escassez hídrica, com acréscimo de R$ 14,20 na conta de luz a cada 100 kWh consumidos, é um dos principais fatores para o aumento da inflação. Com taxa de 3,91%, a energia elétrica teve o maior impacto individual (0,19) no mês de outubro.

Veja Também