Compra de lotes é considerado investimento rentável para 2022

Postado em: 04-12-2021 às 10h53
Por: Alexandre Paes
Especialista em venda de imóveis explica que os terrenos se valorizam com a melhoria da infraestrutura ao redor | Foto: Reprodução

O mercado imobiliário é um investimento muito sólido, se você souber como ele funciona. Em outras palavras, terrenos são um investimento. Alguns deles com alto nível de retorno financeiro no médio e longo prazo. Se você quer começar a negociar ou pretende fazer um investimento, saiba que 2022 trará uma boa oportunidade para começar.

Com a expansão imobiliária de edifícios, a tendência de construir uma residência do zero é cada vez menor, no entanto especialistas apontam que comprar um terreno é uma ótima forma de investimento e grande rentabilidade. Ao adquirir um imóvel ou terreno é possível construir um empreendimento, um negócio ou mesmo uma moradia para aluguel.

No entendimento do mercado, os lotes – considerados ativos fortes – se valorizam naturalmente à medida que a infraestrutura nos seus entornos melhora, sendo fonte, depois, de renda mensal, com o aluguel de casas, prédios ou pontos comerciais ali construídos.

Com experiência de 41 anos no ramo imobiliário do Brasil, o executivo Ricardo Vieira, da Provenda Imobiliária, é um dos especialistas que compartilham dessa visão. Para ele, quem quer comprar lote em 2022 para investir deve se adiantar na aquisição do imóvel, porque a tendência dos terrenos, segundo explica, é sempre de “valorização a índices expressivos”.

“Ao comprar um terreno, como a gente fala no mercado, o investidor vira de fato ‘dono do seu próprio nariz’. Ele pode morar, fazer uma renda passiva ou incrementar ali o seu próprio negócio. Ou seja, acaba sendo o próprio incorporador daquele imóvel”, diz Ricardo Vieira.

Uma pesquisa divulgada pela Ademi-GO (Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás) indica que a venda de imóveis em Goiânia cresceu 55% no segundo trimestre deste ano, em comparação com igual período de 2020. De abril a junho deste ano, foram vendidos 2.049 imóveis na capital. São 727 unidades a mais em relação ao primeiro trimestre de 2020.

Para o economista Luiz Carlos Ongaratto,

O empresário do ramo imobiliário diz que o mercado está animado com as perspectivas de vendas em 2022. A contar os números deste ano, a projeção é que as vendas permaneçam em trajetória ainda mais ascendente do que a registrada em 2021, e a principal dica é aproveitar esse último mês para fechar negócio.

“As perspectivas para 2022 são muito boas. Mesmo com quase dois anos de pandemia, o mercado imobiliário tem se comportado de forma satisfatória, e não será diferente no ano que vem”, comenta Ricardo. Ele explica que, com o isolamento social, muitas pessoas passaram a olhar para dentro de casa com mais atenção, imaginando, por exemplo, que o imóvel ou escritório poderia ter uma varanda maior, mais dormitórios e um jardim mais amplo.

Ricardo Vieira garante que a compra de imóveis, mesmo nesta pandemia, continua sendo um dos investimentos mais seguros no país. “Vivemos um tempo em que muitas pessoas têm incertezas em alguns pontos. No mercado imobiliário não há essa incerteza. O retorno é garantido tanto para quem investe, como para quem compra”, finaliza o especialista.

Dicas para adquirir um terreno ou imóvel

Com a pandemia, as pessoas passaram a valorizar bem mais os lares e a tranquilidade. Ao procurar um terreno, lote ou imóvel para comprar, ajuda de um especialista pode ser bem útil. O economista Luiz Carlos Ongarrato, e o empresário Ricardo Vieira dão algumas dicas para garantir que você está fazendo um bom negócio

Pesquise o histórico da propriedade, e procure saber quem é o responsável pelo loteamento do terreno. Loteamentos irregulares geralmente não estão preocupados com o que será construído pelo novo proprietário, portanto, verifique bem a documentação exigida antes de fechar a compra.

Procure sempre escolher uma localização mais atraente, pois isso vai determinar se ele vai passar por um processo de valorização, estabilidade ou desvalorização. A dica principal é conhecer ruas e avenidas próximas, além de observar bem a infraestrutura do local. A dica central, que ajuda o bolso, é analisar a relação custo-benefício. O correto é saber ao certo no que investir, e a partir disso realizar cotações de outros terrenos ou imóveis da mesma região para ver se o preço e condizente com a oferta.

Compartilhe: