Após quase dois anos isolados, entenda a importância do retorno consciente aos eventos

Postado em: 08-01-2022 às 13h44
Por: Giovana Andrade
A expectativa para 2022 é que tudo esteja com 100% de funcionamento, e que as grandes festas voltem a acontecer | Foto: Reprodução

Após longos meses marcados por mudanças drásticas e por perdas irrecuperáveis causadas pela pandemia de Covid-19, o avanço da vacinação trouxe, no segundo semestre de 2021, enfim, o gradativo retorno à normalidade, que possibilitou a volta de eventos. Agora, com a chegada de 2022, a expectativa é consolidar essa guinada.

Desde outubro, as normas contra a disseminação do Covid-19 foram flexibilizadas e hoje já vemos todo o mercado de eventos de volta às atividades. Shows, exposições, cinemas, corridas de rua, feiras corporativas, enfim, o mercado de eventos de entretenimento e negócios retomou seus projetos com a presença de público. Um dos primeiros a parar na pandemia, o setor é agora um dos últimos a iniciar a recuperação.

A produtora de eventos Anna Barros diz que no segundo semestre de 2021 as coisas mudaram para quem vive desse mercado em Goiás, mas que espera um avanço em 2022, o que também é um desejo do público, que anseia por viver experiências interrompidas, por confraternizar com amigos e familiares.

Segundo ela, já houve uma demanda significativa no final do ano passado, mas os próximos passos ainda estão sendo planejados. “Por dependermos do avanço da vacinação e do poder público, ainda sofremos com algumas limitações”, diz. Ela ressalta ainda que o retorno consciente e seguindo todas as normas sanitárias é de extrema importância para o fortalecimento do mercado.

O estado de Goiás tem experimentado formatos maiores de eventos, os chamados eventos testes. A prefeitura de Goiânia autorizou, em outubro, o show do cantor sertanejo Gusttavo Lima para 15 mil pessoas e os resultados foram positivos. “Esses testes são importantes, porque precisamos aprender a lidar com essa realidade”, analisa Anna.

O ponto que chancelou essa decisão pela volta de grandes apresentações foi o quanto elas movimentam financeiramente o mercado. Muitas pessoas dependem delas para sobreviver. De acordo com a produtora, para que se faça uma análise justa sobre a retomada, é preciso que se entenda que a questão influencia diretamente a renda de diversas famílias, e que o retorno tem simbolismos maiores.

“Sabemos que a volta é inevitável, mas entendemos que o nosso papel vai além de promover eventos. É proporcionar o retorno do contato das pessoas, de inserir o público em momentos que ficaram marcados, é possibilitar o contato dos artistas com seu público e mais, criar memórias afetivas depois de um período tão difícil para todos”.

Ela destaca que o contexto atual ainda exige atenção, com o uso das máscaras e o distanciamento sendo solicitados. Os eventos corporativos também têm tido grandes demandas, com maior cuidado que os sociais, pois várias empresas e multinacionais criaram regras de viagens e realizações.

“Com tudo isso os eventos híbridos já são tendência e vieram para ficar, distribuir o número de convidados em presencial e virtual é o nosso novo normal. Esse formato já está nos acompanhando há quase 2 anos e tem trazido mais confiança às empresas com grande número de colaboradores ou para congressos com grandes números de participantes, permitindo assim, um retorno mais seguro”, explica.

No final do ano, o aumento dos eventos foi impulsionado pelas comemorações tradicionais da época, com programações natalinas e festas de réveillon sendo realizadas em diversos lugares do Estado. Anna, ao lado do decorador Johnata Alves, participou de alguns dos projetos espalhados por Goiânia em dezembro. Eles foram responsáveis pela decoração de quatro ambientes da Vila de Natal do Oscar Niemeyer.

Agora, a chegada do novo ano traz a expectativa de que tudo esteja com 100% de funcionamento.

“Estamos trabalhando para oferecer muita alegria e com muita segurança. Com mais de 60% de pessoas vacinadas, conseguimos almejar dias cada vez melhores”, declara a produtora. Ela finaliza enfatizando a importância da movimentação para um retorno consciente. Seja com a família, com amigos ou em grandes eventos, é indispensável se cuidar e ter empatia. A partir daí, é só diversão, compartilhar amor, cultivar esperança e torcer por um 2022 mais próximo do normal.

Compartilhe: