IFI estima que rombo nas contas do governo deve subir a R$ 106,2 bilhões em 2022

"O Orçamento já nasceu com pressões por ajustes", avalia o relatório.

Postado em: 20-01-2022 às 15h11
Por: Victoria Lacerda
Imagem Ilustrando a Notícia: IFI estima que rombo nas contas do governo deve subir a R$ 106,2 bilhões em 2022
"O Orçamento já nasceu com pressões por ajustes", avalia o relatório. | Foto: Pedro Ladeira - Folha de São Paulo

O Relatório de Acompanhamento Fiscal de janeiro foi publicado pela Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado, na última quarta-feira (19/01), mostrando uma realidade de contas negativas após encerrar o ano de 2021 com um rombo estimado em R$ 38,2 bilhões. As estimativas mostram que as contas do governo devem fechar 2022 no negativo com um déficit primário de aproximadamente R$ 106,2 bilhões. 

O dado oficial será publicado pelo Tesouro Nacional em 28 de janeiro, mas o IFI explica que a aprovação da PEC dos Precatórios abriu espaço para mais gastos, levando à piora da situação das contas públicas. 

O documento publicado destaca que “essencialmente, a piora no resultado primário prevista para 2022 decorre do aumento nas despesas possibilitado pela promulgação das Emendas Constitucionais nº 113 e nº 1148, de 2021, que promoveram modificações na regra do teto de gastos e limitaram a despesa anual da União com o pagamento de precatórios, e da redução no ritmo de crescimento das receitas primárias em decorrência da desaceleração na atividade econômica e da piora relativa nos termos de troca na comparação com 2021”. 

Continua após a publicidade

A IFI também destaca que os dados de atividade no último trimestre do ano passado reforçam um quadro de menor crescimento do PIB para 2022. “Apesar do avanço da vacinação, o aumento recente de casos de Covid-19 ocasionado pela variante Ômicron gera incertezas adicionais em relação ao desempenho do PIB deste ano”, lembra a instituição.

*Com informações de CNN Brasil. 

Veja Também